Na noite desta quinta-feira (17), o Internacional empatou com a Ponte Preta, em 1x1, pela 35ª rodada do Brasileirão 2016. Com o resultado, o Colorado se manteve no Z-4, com 39 pontos na 17ª colocação na tabela de classificação do #Campeonato Brasileiro. A equipe gaúcha está atrás do Vitória da Bahia, que perdeu nesta noite para o Santos por 3x1, mas o time baiano se mantém na frente do Inter pelo número de gols marcados (45 a 33).

Na entrevista coletiva, o ex-presidente Fernando Carvalho afirmou que a demissão do treinador colorado ocorreu de comum acordo, pois todos entenderam que o Inter precisa de um fato novo e isso passa pela mudança de treinador.

Publicidade
Publicidade

Roth comandou o Internacional durante nove rodadas na zona do rebaixamento, quando ingressou a partir da 20ª rodada. Nem os técnicos que antecederam Celso Roth, como Argel e Falcão, deixaram o time numa situação tão ruim.

Após a partida desta quinta-feira, houve uma revolta dos torcedores que provocaram uma quebradeira em estruturas em volta do Beira-Rio e de vidros de alguma janelas externas. Ocorreu confronto entre torcida e integrantes da Brigada Militar. Um policial militar sofreu fratura em uma das pernas.

O ex-presidente Fernando Carvalho informou que o próximo técnico do Internacional deverá ser anunciado nas próximas horas. A imprensa especula alguns nomes como Lisca, que já trabalhou na base do Internacional e acabou sendo demitido após desentendimentos com Dunga, que na época treinava o Colorado.

Publicidade

Outro nome muito especulado é de Antônios Carlos Zago, técnico do Juventude. Questionado pela imprensa, Zago declarou que não foi procurado por ninguém do Internacional, mas que estaria aberto a conversações.

As próximas rodadas do Brasileirão reservam para o Colorado confrontos com o Corinthians, em São Paulo, o Cruzeiro, no Beira-Rio e o Fluminense, no RJ. O Internacional precisa vencer pelo menos duas dessas partidas e torcer por resultados negativos do Vitória, da Bahia, se quiser fugir da Segunda Divisão em 2017.

Alguns setores da imprensa esportiva criticaram a postura do presidente Vitório Píffero que, nesse momento de crise do time, não tem dado declarações à imprensa, embora tenha sido eleito há dois anos com mais de 80% dos votos, prometendo investir 15 milhões por mês no futebol, mas irá terminar sua gestão com um time fugindo desesperadamente da zona do rebaixamento. #Celso Roth #Sport Club Internacional