O assunto que envolve o impeachment do presidente Roberto de Andrade ainda vai render muitos capítulos. Nesta semana, o pedido foi protocolado e agora divide opiniões entre dirigentes e conselheiros dentro do clube.

Um dos conselheiros vitalícios do alvinegro e membro da oposição, Fran Papaiordanou Jr, declarou sua frustração pela atual gestão.

"Essa administração trouxe alguns resultados no futebol, mas deixou muita sujeira debaixo do tapete. Um dia a conta iria chegar e agora chegou. A real oposição não assinou nenhum documento, enquanto os outros que apoiam esta gestão participaram de viagem com o elenco, festas, ganharam ingressos e também são responsáveis por isso, pois aceitaram tudo o que aconteceu", declarou.

Publicidade
Publicidade

Declaração ao torcedor

O conselheiro ainda prosseguiu e fez um apelo ao torcedor, para que tenha paciência e ajude neste momento a tirar o #Corinthians dessa situação que se encontra.

"É um momento de união, porque pra tirar o Corinthians dessa situação não vai ser fácil. Temos o caso do estádio pra resolver, as finanças, o clube do Parque São Jorge. A marca do Corinthians está sendo vítima deste processo todo da Odebrecht, da Lava Jato, com esses contratos que fizeram mal feitos, que na realidade os conselheiros nunca tiveram acesso. Aí, cada hora um fala uma coisa e aparece uma desgraça nova. Então, vamos com calma e tentar se unir para resolver o problema do clube", concluiu Fran, membro da oposição desde 2007.

Fora da #Política, os torcedores também não estão satisfeitos com o mandato de Roberto de Andrade.

Publicidade

Para muitos, o Corinthians não teve planejamento, se perdeu ao longo do ano e ainda foi alvo de escândalos na mídia.

"O Corinthians não pode continuar desse jeito. Tem muita coisa ruim acontecendo e os responsáveis por isso precisam sair de lá o quanto antes. O impeachment precisa acontecer e, a partir de novas eleições, dar um novo direcionamento ao clube. Queremos um bom time pro ano que vem também", afirmou um torcedor do Timão.

Andamento

Nesta quarta-feira, a Comissão de Ética do Corinthians, confirmou o recebimento do pedido de impeachment contra o mandatário do clube Roberto de Andrade. Guilherme Strenger, que comanda o Conselho Deliberativo do clube, formalizou o processo antes do prazo e rapidamente encaminhou à pasta.