A Chapecoense segue fazendo história e escrevendo páginas e mais páginas belíssimas de sua curta história de 43 anos de existência.

A equipe catarinense empatou por 0 a 0, em seu estádio lotado, com o tradicional San Lorenzo, da Argentina, que ganhou recentemente uma #Libertadores da América, e chegou a final da Copa Sulamericana estando há apenas 3 anos na elite do futebol nacional.

Até ontem e o feito sensacional, a maior glória do time de Chapecó tinha acontecido em 2013 com o fato inédito do acesso para a elite do futebol brasileiro. Desde então, o time se mantém na primeira divisão e fazendo campanhas consistentes sem brigar pelo rebaixamento.

Publicidade
Publicidade

Quando 2016 começou, ninguém imaginava que tudo isso poderia acontecer e que a equipe chegaria onde chegou: uma final de torneio sulamericano. O objetivo era continuar a evolução na elite e, quem sabe, conquistar o título catarinense. A Chape conquistou o estadual e fez uma grande campanha no Brasileirão.

A equipe mostra um futebol muito forte no ataque e na defesa, um excelente goleiro, Danilo, e uma forma de jogar montada por Caio Jr que agrada muito quem assiste aos jogos do time: defesa forte e um ataque rápido e eficiente nos pés de Kempes, Ananias e Thiaguinho.

O treinador do time voltou ao Brasil depois de anos fora para assumir a vaga de Guto ferreira que abandonou o time para ir dirigir o Bahia na série B. Caio Junior, provavelmente, esteja fazendo o melhor trabalho da carreira.

Publicidade

Mesmo sem nomes de peso no seu bom elenco, Cleber Santana e Bruno Rangel são os mais experientes e conhecidos do elenco, a equipe consegue fazer essa campanha histórica e vai encarar na final o colombiano e atual campeão da Libertadores, Atlético Nacional que costuma se dar bem contra brasileiros nessa temporada.

Todo esse sucesso e em tão pouco tempo pode surpreender a muitos mas não é a toa. O clube é estruturado fora de campo. Tem um estádio e uma torcida fanática que costuma lotar a Arena Condá e está construindo nova sede na cidade.

Fica a pergunta: a #Chapecoense será capaz de bater o belo time colombiano, atual campeão da Libertadores cujo futebol tem encantado na temporada?

Eu não ousaria duvidar. Esse capítulo pode terminar com um final ainda mais feliz. Por que não? #Copa Sulamericana