Grêmio e Atlético-MG começam a decidir hoje a Copa do Brasil. Os gaúchos são os maiores vencedores da competição e buscam seu quinto troféu enquanto o Galo vai em busca de seu segundo título na segunda final que disputa do torneio nacional.

Como se não bastasse todos os ingredientes que envolvem essa grande final, como a quinta final de Copa do Brasil do técnico Marcelo Oliveira nos últimos seis anos, a busca do segundo título do torneio para os dois treinadores, a volta do #Grêmio a uma decisão nacional depois de 15 anos, um detalhe põe um tempero peculiar no confronto: o reencontro de #Victor e #Marcelo Grohe, os dois goleiros dos finalistas.

Publicidade
Publicidade

Além de serem dois grandes goleiros, estão entre os melhores do Brasil tanto que ambos têm passagens por seleção brasileira, eles são amigos graças ao tempo que trabalharam juntos no Grêmio entre 2008 e 2012. Victor veio do interior de SP e assumiu a vaga de titular. Grohe era o reserva imediato e já mostrava talento quando tinha oportunidade de jogar..

Em 2012, Victor saiu do tricolor gaúcho para jogar no Atlético-MG. Marcelo continuo reserva com a chegada de Dida mas logo foi dispensado e assim, em 2014, Marcelo pôde, finalmente, assumir a titularidade e esbanjar toda sua qualidade defendendo a meta gremista.

Ambos são tão bons que chegaram ao gol da seleção brasileira. Victor foi até para a Copa do Mundo de 2014 como terceiro goleiro. Marcelo começou a ser convocado mais recentemente.

Publicidade

Em Minas, Victor continuou a mostrar sua competência e foi um dos grandes nomes do principal título da história do Atlético: a Libertadores de 2013. Ele busca seu terceiro troféu da Copa do Brasil pois já ganhou com o Paulista em 2005 e com o próprio Atlético em 2014.

Marcelo não tem título de expressão no Grêmio mas nem por isso deixa de ter seu valor. É um grande goleiro e, assim como Victor, cresce em grandes jogos e em momentos decisivos. Duas torcidas fanáticas, dois tradicionais clubes do país, dois técnicos querendo o segundo título da competição e dois baita goleiros podendo ser protagonistas da decisão.

Quem vai ser campeão? É uma decisão equilibrada e não dá para afirmar com certeza. As únicas certezas são que serão dois grandes jogos e que ambas as metas estarão muito bem representados e serão muito bem defendidos por Victor e Marcelo.

Ingredientes suficientes para fazer um duelo que os amantes do futebol não podem perder.