O treinador da seleção brasileira de futebol convocou o jogador Fábio Santos do Clube Atlético Mineiro para substituir Marcelo, que não jogará na partida contra a seleção do Peru.

Marcelo foi amarelado no jogo contra a Argentina, que aconteceu na quarta-feira (10) em Belo Horizonte. O juiz do Chile o advertiu e, com isso, o lateral estará fora do próximo confronto pelas eliminatórias sul-americanas, valendo a classificação do Brasil, para a Copa do Mundo em 2018. O jogador deverá retornar ao grupo da seleção verde-amarela, em 2017, no jogo contra o Uruguai em 23 de março.

Fábio volta à seleção do Brasil e outro atleta também fará parte da mesma posição, Felipe Luís (Atlético de Madrid).

Publicidade
Publicidade

A vaga

O jogador do Galo estava esperançoso para ser chamado pelo técnico Tite, pois ele esteve na capital mineira e assistiu à partida do Atlético contra o Juventude, jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O treinador da seleção brasileira, na ocasião, conversou com o lateral alvinegro e disse a ele, que provavelmente o chamaria para integrar a equipe verde e amarela.

Fábio Santos já foi treinado pelo técnico da seleção quando atuou no Corinthians e sua relação com Tite sempre foi das melhores e ambos se admiram muito.

Atlético Mineiro

O técnico do Galo Marcelo Oliveira não terá grandes dificuldades com a ida do lateral para a seleção, pois ele retornará à capital mineira, antes da partida do Atlético contra o líder Palmeiras. E poderá entrar em campo para o duelo pela 35ª rodada do Brasileirão.

Publicidade

O confronto será em Belo Horizonte e Fábio Santos terá tempo para treinar na cidade do Galo.

Sobre Fábio Santos

O jogador iniciou a sua carreira na base do São Paulo e se tornou profissional em 2003. Habilidoso, teve sucesso em sua primeira temporada e jogou a Copa Sul-Americana pelo clube tricolor. Na disputa, o time venceu o Grêmio por quatro a zero.

Ainda no time paulista o lateral ficou na reserva quando disputou a Copa Libertadores da América, no ano de 2004, mas não foram campeões e, nesse mesmo ano, Fábio se tornou titular na equipe.

Em 2005, jogou pela seleção sub-20 do Brasil e na Libertadores, jogo da final. Ele entrou no segundo tempo e o técnico da época era Paulo Autuori. E jogou também o Mundial de Clubes da Fifa.

Em 2007, foi para o Cruzeiro onde se deu bem e conquistou os cruzeirenses, mas, após o campeonato se encerrar, voltou para o Canindé.

Ele jogou pelo Mônaco em 2008, foi comprado por R$ 2,6 milhões e no mesmo ano foi emprestado ao peixe. Em 2009, foi para o Grêmio e ficou até 2010.

Publicidade

No ano de 2011, foi contratado pelo Corinthians e virou titular após a saída do jogador Roberto Carlos.

Ele, no Santos, balançou as redes por duas vezes, no jogo de despedida de Ronaldo Fenômeno. Em 2013, ocorreu uma polêmica, um torcedor da Bolívia veio a falecer, após ser atingido por um artefato lançado por um torcedor do timão. Fábio ficou sentido com o acontecimento e deu uma declaração que, se acontecessem mortes pelo fato de terem sido eliminados da Libertadores, que não ficaria no Corinthians.

Depois, o lateral jogou no Cruz Azul, em 2015, e, em 2016, foi contratado pelo Atlético Mineiro. Na seleção do Brasil, o atleta jogou pela categoria sub-20, em 2005, e na principal, em 2012, com o técnico Mano Menezes. #@atletico #Futebol #Seleção Brasileira