Em entrevista coletiva, na tarde desta sexta-feira (18), o lateral-direito, Fagner, admitiu que os salários dos jogadores referentes a novembro não foram pagos ainda, para a maioria do grupo de jogadores do #Corinthians. O atleta admitiu desconforto com essa situação e afirmou que pretende ter uma conversa com a diretoria do Timão visando obter uma posição para a solução do problema. O mesmo Fagner, no ano passado, também numa entrevista coletiva, tomou a iniciativa de se manifestar a respeito do atraso no pagamento de salários aos jogadores do alvinegro paulista.

Os atletas deveriam ter recebido o pagamento dos salários referentes ao mês de outubro até o último dia sete de novembro, mas, até o momento, isso não aconteceu.

Publicidade
Publicidade

O Corinthians chegou a publicar uma nota oficial a respeito do assunto, prometendo liquidar os débitos até o dia 14 e não cumpriu. A direção do clube paulista então estendeu essa promessa para a quinta-feira (17), e, novamente não houve o pagamento dos salários dos jogadores.

A direção do Timão alega que o atraso para o pagamento de salário dos jogadores do clube ocorreu por conta do não recebimento de créditos devidos à instituição. Isso acabou gerando uma quebra no fluxo de caixa da instituição. De acordo com os dirigentes, boa parte dos salários dos jogadores já foram pagos, embora existam ainda algumas pendências. Inclusive atletas que jogam na base estão sendo atingidos pelo atraso no pagamento de seus vencimentos.

Na entrevista coletiva desta sexta-feira (18), o #Lateral-direito Fagner esclareceu que, apesar do descontentamento com a situação, os jogadores continuarão dando o máximo em campo para que o Corinthians consiga ingressar no G-6 e, assim, se classificar para a Libertadores da América do próximo ano.

Publicidade

Nesse momento o time ocupa a sétima posição na tabela de classificação do #Campeonato Brasileiro, um ponto atrás do Atlético Paranaense, que está na sexta colocação. Na próxima rodada da competição, o Timão enfrenta o Internacional, que luta para fugir do rebaixamento, na Arena Corinthians