Nem o torcedor gremista mais apaixonado imaginaria que pudesse acontecer o que se viu nesta quarta-feira (23), no Mineirão. O time treinado pelo maior ídolo do Tricolor gaúcho, Renato Portaluppi, venceu o #Atlético Mineiro por 3x1. Esse resultado possibilita que os comandados pelo ex-craque gremista percam até por 1x0, que serão campeões da Copa do Brasil na semana que vem, na Arena do #Grêmio.

Os mais de 2 mil torcedores gremistas que viajaram quase 30 horas de ônibus, alguns inclusive foram assaltados, perderam roupas, dinheiro e ingressos, com certeza, não estão se lamentando nesta madrugada de quinta-feira. O Grêmio não apenas venceu o Atlético Mineiro em seus domínios, local, aliás, onde o Tricolor está invicto há nove jogos, mas também deu um verdadeiro "nó tático" no competentíssimo técnico do Galo, Marcelo Oliveira, cinco vezes finalista da Copa do Brasil, recorde igualado apenas pelo consagrado Felipão.

Publicidade
Publicidade

Na primeira etapa, o Grêmio fez 1x0 com Pedro Rocha, mas poderia ter feito, pelo menos, mais dois gols, tantas foram as oportunidades criadas pelos jogadores gremistas. O próprio Pedro Rocha, que abriu o placar, perdeu dois gols feitos na frente do goleiro Victor. Em contrapartida, Marcelo Grohe foi um mero espectador do jogo nesse período.

Dentro desse cenário, o Tricolor chegou facilmente aos 2x0 com Pedro Rocha marcando um lindo gol após passar por quatro defensores do Galo para colocar a bola no canto do goleiro Victor que nada pode fazer. Mas, por sua juventude e inexperiência, ao marcar esse golaço, não se conteve e tirou a camisa e saiu correndo para comemorar com seus companheiros. Acabou levando um um cartão amarelo do árbitro que, no segundo tempo, iria lamentar muito, pois obrigado a fazer uma falta em Carlos César nas proximidades da área, acabou sendo advertido com o segundo amarelo que resultou na sua expulsão.

Publicidade

Sem o seu atacante que estava numa noite inspirada, o Grêmio tratou de se defender, mesmo faltando mais de 20 minutos para o final da partida. O Atlético que já havia desanimado com os 2x0, ganhou alma nova com a expulsão do Pedro Rocha. e foi para cima do Grêmio até conseguir marcar o seu gol numa falha de marcação de Geromel após a cobrança de escanteio feito por Gabriel.

Mas Renato, que sempre teve estrela como jogador, parece que continua tendo como treinador. Mesmo com um jogador a menos, sofrendo uma pressão bárbara do Atlético MG, o Grêmio conseguiu encaixar um contra-ataque numa jogada individual pela ponta direita através do zagueiro Geromel que cruzou com perfeição para que Everton deslocasse o Victor e desse números finais à partida.

Com o resultado, o Grêmio pode perder na próxima quarta-feira por 1x0 na Arena que será campeão da Copa do Brasil. Ao Atlético resta apenas conquistar uma vitória de 3x0 ou vencer por dois gols de diferença para levar o jogos para os pênaltis.

Publicidade

Para o Grêmio a próxima partida representa a chance de conquistar o primeiro título na Arena e a competição mais importante nos últimos 15 anos. Já para o Galo Mineiro, resta a esperança de um time que nessa mesma Copa do Brasil em 2014 reverteu dois resultados de 2x0. De qualquer forma, a expectativa é de um grande jogo na próxima semana. #Resenha Esportiva