O #Flamengo retomou suas atividades nesta quarta-feira (30/11), um dia após o trágico desastre aéreo que vitimou parte do elenco da Chapecoense, além de tripulantes e jornalistas. Os atletas e a comissão técnica do time rubro-negro fizeram um minuto de silêncio e oração em torno do campo do CT George Helal, antes do treino da manhã.

Falta apenas um jogo para o encerramento da temporada do Flamengo. O rubro-negro carioca enfrentaria o Atlético-PR, neste domingo (4/12), mas a partida foi adiada para o dia 11 devido ao período de luto em razão do desastre aéreo que envolveu a #Chapecoense. A equipe carioca busca apenas a manutenção da vice-liderança do Campeonato Brasileiro, mas já garantiu a presença na fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Publicidade
Publicidade

A reta final da temporada 2016 do #Futebol brasileiro acabou abalada por causa da fatalidade com a Chapecoense. A equipe catarinense seguia para a Colômbia para disputar a grande final da Copa Sul-Americana, mas o avião que trazia o elenco do clube caiu em uma localidade conhecida como Cerro El Gordo, causando 71 mortes. O jogo aconteceria nesta quarta-feira (30/11), em Medellín.

O acidente vitimou o goleiro Danilo, os meias Arthur Maia e Cleber Santana, os volantes Sérgio Manoel, Matheus Biteco e Josimar, os zagueiros Thiego, Filipe Machado e Marcelo, os laterais Mateus Caramelo, Dener e Gimenez, os atacantes Tiaguinho, Canela, Lucas Gomes, Ananias, Kempes e Bruno Rangel, além do técnico Caio Júnior. A aeronave levava profissionais de imprensa, entre eles o narrador Deva Pascovicci, o comentarista Paulo Júlio Clement, o repórter Victorino Chermont e o ex-jogador e comentarista Mário Sérgio, todos do canal FOX Sports.

Publicidade

Também estavam no voo profissionais da TV Globo, RBS e de rádios regionais.

Seis pessoas foram encontradas com vida nos destroços. O primeiro a ser resgatado foi o lateral Alan Ruschel, seguido pelo goleiro Jakson Follmann, o zagueiro Neto, a comissária Jimena Suárez, o jornalista Rafael Henzel, e o técnico de voo Erwin Tumiri. Todos seguem internados.