Em 20 de abril de 2016, véspera de feriado, em partida realizada na Arena do Corinthians, em Itaquera, o Timão, já classificado para as oitavas de final da Libertadores, enfrentava o desclassificado e fraco Cobresal, do Chile. Ainda técnico do Corinthians, Tite escalou o time reserva e deu oportunidade a jogadores que pouco haviam atuado. Diante de mais de 42 mil torcedores, o meia Marlone, que havia sido contratado junto ao Sport no começo da temporada, foi um dos principais nomes da equipe na goleada de 6 a 0 sobre os chilenos.

#Marlone marcou o primeiro gol do time logo aos oito minutos de jogo, mas deixou o melhor para depois.

Publicidade
Publicidade

Aos 38 minutos do primeiro tempo, o meia foi responsável por uma verdadeira pintura, um golaço. Era também o terceiro do Alvinegro na partida.

A jogada

O lateral Edílson cruzou da direita e Marlone dominou no peito e acertou um voleio (sem-pulo) da entrada da área, sem defesa para o goleirão. Veja as imagens:

Nem a temporada do próprio Marlone, nem a do Corinthians tiveram o mesmo brilho no restante do ano. O meia contundiu-se, oscilou e em nenhum momento foi uma unanimidade no time titular. O Corinthians também sofreu, abriu mão de vários atletas durante a temporada e não conquistou títulos em 2016.

Concorrência pesada

Além do corintiano, disputam o Troféu Puskas os seguintes jogadores: Neymar, Messi, Mário Gaspar, Hlompho Kekana, Saúl Níguez, Hal Robson-Kanu, Daniuska Rodríguez, Simon Skrabb e Mohd Faiz Subri.

Publicidade

Neymar é um dos favoritos

O craque da Seleção está concorrendo pelo gol marcado na vitória de 3 a 0 sobre o Villarreal no dia 8 de novembro de 2015 pelo Campeonato Espanhol. É aquele que Neymar dá um chapéu de costas no marcador e finaliza de primeira. Esta é a quinta indicação do craque brasileiro, sendo que conquistou o prêmio em 2011.

Quem escolhe

As possibilidades de Marlone são grandes, porque a escolha será feita pelos internautas por meio do site da Fifa. Os votos poderão ser dados até 2 de dezembro, quando os três finalistas serão anunciados. A partir daí, e aberta uma nova votação, pela internet com os três escolhidos. O vencedor será anunciado no dia 9 de janeiro, em Zurique, na Suíça, no mesmo evento em que a Fifa anunciará o melhor jogador de 2016. Uma curiosidade é que a votação da segunda etapa do Prêmio Puskas se encerra durante a festa de gala da Fifa, aumentando ainda mais a expectativa.

Em 2015 deu zebra

O brasileiro Wendell Lira é o atual vencedor da premiação, quando desbancou Lionel Messi na votação graças ao golaço marcado pelo pequeno Goianésia, de Goiás. Seis meses após receber o Puskas, Wendell largou os campos e atualmente dedica-se à carreira de jogador profissional de videogame e youtuber. #FutebolMundial #PrêmioPuskas