O jovem goleiro reserva do #Chapecoense, Jackson Follmann, é um dos sobreviventes do trágico #Acidente que aconteceu nessa madrugada, na Colômbia. Assim como seus colegas, ele foi levado para o hospital e precisou passar por uma cirurgia de emergência.

Segundo o médico Guillermo Molina informou, após conversar com o diretor do hospital que recebeu Jackson e Danilo, o jovem precisou passar por uma cirurgia para amputar um dos membros inferiores. A cirurgia aconteceu ainda pela manhã, pouco depois do resgate.

No mesmo hospital em que Jackson foi levado, deu entrada o goleiro titular do clube, Danilo, que infelizmente, não resistiu aos ferimentos.

Publicidade
Publicidade

O lateral esquerdo do time, Alan Ruschel também sobreviveu ao acidente e encontra-se em condição estável. Com diversas fraturas, inclusive na região da coluna, o mesmo passou por uma cirurgia de emergência a fim de tentar evitar que perca os movimentos dos membros inferiores. Entretanto, ainda existe o risco de ficar paraplégico e os médicos aguardam para saber como ele vai responder a cirurgia.

Outro jogador do Chapecoense, o zagueiro Neto, chegou ao hospital com graves fraturas, sendo algumas expostas, nas pernas. Ele passou por uma cirurgia e sofreu traumas na cabeça. Nesse momento se encontra na terapia intensiva, em observação.

Além dos jogadores, o jornalista de Chapecó, Rafael Henzel também sobreviveu e chegou no hospital com fraturas nas costelas e problema respiratório. Ele passou por uma cirurgia e está em condição estável.

Publicidade

Dois comissários de bordo, Erwin Tumiri e Ximena Suaréz também sobreviveram. Ximena passa bem, mas não há informações sobre o estado de Erwin.

Futebol em luto

A CBF suspendeu os jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, devendo estes retornarem no dia 11 de dezembro. O Atlético Mineiro sugeriu que cancelem os jogos contra o Chapecoense, pois não há condições emocionais para jogo. Outros clubes ofereceram como alternativa, ceder seus melhores jogadores para jogarem pelo Chapecoense e evitar que o mesmo sofra o rebaixamento no Brasileirão. A CBF deve analisar qual medida adotar nos próximos dias.

Quanto a Copa Sul-Americana, O Chapecoense já é campeão, pelo menos se depender daquele que seria seu adversário no jogo de amanhã, o Atlético Nacional. O clube emitiu uma nota oficial, demonstrou seus sentimentos nesse momento tão difícil e solicitou que a Commebol dê o título ao clube brasileiro. No final da nota eles reforçam que o Chapecoense é o campeão sul-americano de 2016. #Jackson Follman