O grande sucessor de Jonas foi finalmente revelado pelo Benfica: o avançado Miguel Ángel Borja de 23 anos. Tal como informa o jornal “Record”, os responsáveis do clube português estão interessados no negócio do jovem colombiano, sabendo perfeitamente que Barcelona e o Palmeiras também já demonstraram vontade na compra do jogador. Com trinta e nove golos em apenas um ano civil, Borja já é um talento confirmado no futebol colombiano, apesar de ainda ser um jovem.

Jonas foi um dos grandes responsáveis pela conquista do Campeonato português na temporada passada, contudo, devido a uma lesão grave, o avançado brasileiro não teve ainda a oportunidade de ajudar o seu time, fazendo com que, no sector ofensivo, o Benfica fique com um enorme “buraco” para conseguir preencher, jogando muitas vezes com o jovem Gonçalo Guedes adaptado nesse posicionamento, pouco natural para ele.

Publicidade
Publicidade

Por isso mesmo, e ainda não se sabendo ao certo quando Jonas poderá voltar aos gramados, o Benfica já escolheu quem poderá ser seu grande sucessor: Borja. Como garante o site do jornal “Record”, os portais colombianos têm a certeza da vontade do clube português nesse negócio, visto que o jovem de 23 anos tem conseguido marcar muitos gols ao serviço das suas duas últimas equipes, somando uma impressionante marca de trinta e nove gols desde janeiro.

O provável negócio benfiquista, que garantirá a chegada de Borja a Portugal, está chocando muitos portugueses, sobretudo das torcidas rivais, devido à enorme qualidade que o jovem de classe mundial tem conseguido demonstrar nesse último ano. Atualmente na liderança do Campeonato português, a chegada de Borja para reforçar o Benfica poderia ser a contratação perfeita para o clube conseguir alcançar um feito histórico na sua história de conquistas, conseguir alcançar o quarto título de campeão português consecutivo.

Publicidade

Quanto a FC Porto e Sporting, devido aos seus resultados inconstantes, será natural que os dois times também se reforcem muito no próximo mês de janeiro na reabertura do mercado de transferências na Europa. #Negócios #Futebol Internacional