A fase da Seleção Norte-Americana no Hexagonal Final das Eliminatórias da Concacaf não está nada fácil. A equipe que começou como uma das principais favoritas para ficar com uma das três fases diretas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, se complicou ao perder as duas partidas que disputou nesta fase decisiva. As derrotas por 2 a 1 para o México, em casa, e a goleada sofrida por 4 a 0 para a Costa Rica, fora de casa, bastaram para derrubar o alemão Jurgen Klinsmann.

No cargo desde 2011, Klinsmann dirigiu os Estados Unidos na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, quando os norte-americanos fizeram boa campanha, se classificando para as oitavas de final, ficando em segundo lugar no Grupo G, considerado um dos mais difíceis da competição, superando Portugal e Gana, ficando atrás da Alemanha.

Publicidade
Publicidade

Enfrentou e foi eliminado nas oitavas pela forte Bélgica. Nas #Eliminatórias para a Copa da Rússia, os EUA entraram na competição a partir da quarta fase, classificando-se em primeiro lugar no Grupo C, com uma campanha de quatro vitórias, um empate e uma derrota.

Bruce Arena poderá retornar

Especula-se que o favorito para assumir o time nacional é o experiente Bruce Arena, 65 anos, atualmente comandante do LA Galaxy. Arena é o técnico que mais tempo dirigiu a seleção, permanecendo entre 1998 a 2006. Sob seu comando, os Estados Unidos disputou as Copas do Mundo de 2002, quando foi desclassificado nas quartas de final pela Alemanha, e 2006, desclassificado na primeira fase.

Outro nome que estaria na lista é o de Peter Vermes, do Sporting Kansas City.

Como a próxima rodada das Eliminatórias só acontecerá no final do mês de março de 2017, os dirigentes norte-americanos acreditam que o novo técnico terá o tempo necessário para alcançar os resultados esperados e buscar a classificação.

Publicidade

A Federação de Futebol dos EUA divulgou um comunicado sobre a saída de Jurgen Klinsmann em que elogiou a passagem do comandante, assim como destacou que o seu comprometimento e qualidade do trabalho continuarão influenciando na seleção por muitos anos. #CopadoMundo #CopadoMundo2018Rússia