Pergunte para o torcedor corintiano o que ele acha do #Futebol apresentado pelo atacante Romero neste ano. Aproveite e consulte um flamenguista sobre o meia Alan Patrick e para os são-paulinos se eles sentem faltam do atacante argentino Centurión, que por sinal já voltou para o seu país. Pois bem, parece que a opinião dos torcedores não foi levada em conta nas escolhas do jornal El País, do Uruguai, na indicação dos melhores jogadores da América do Sul deste ano.

A razão das críticas não é apenas de um “torcedor corneta”. Os atletas citados não podem considerar este ano como o melhor das suas carreiras. Romero, por exemplo, em nenhum momento foi unanimidade no Timão, assim como ficou no banco de reservas em várias ocasiões.

Publicidade
Publicidade

O mesmo acontece com Alan Patrick, que no Mengão tem esquentado o banco na maioria das ocasiões. A passagem de Centurión pelo São Paulo ficou marcada pela falta de sequência como titular, até que o jogador acabou negociado com o Boca Juniors-ARG.

Votação popular

No total, são 55 atletas, cinco por posição. Outros cinco treinadores também concorrem ao prêmio.

A escolha dos 11 melhores jogadores do continente é feita por voto popular, realizado por meio do site do jornal. Em paralelo, há ainda uma eleição em que os jornalistas escolherão o seu time, assim como o treinador.

Prêmio tradicional

Criado em 1971, no começo era organizado pelo jornal venezuelano El Mundo. A partir de 1986 o El País assumiu a coordenação do prêmio. Até hoje, nove brasileiros foram escolhidos como os melhores jogadores da América do Sul.

Publicidade

São eles: Tostão (1971), Pelé (1973), Zico (1977, 1981, 1982 e 1983), Bebeto (1989), Raí (1992), Cafu (1994), Romário (2000), Neymar (2011 e 2012) e Ronaldinho (2013). #FutebolBrasileiro #MelhoresdaAméricadoSul

Brasileiros indicados em 2016

  • Alisson (goleiro - Internacional/Roma);
  • Fagner (lateral-direito - Corinthians);
  • Gabigol (meia-direita - Santos/Inter de Milão);
  • Alan Patrick (meia-direita - Flamengo);
  • Lucas Lima (meia-esquerda - Santos);
  • Robinho (meia ofensivo - Atlético-MG);
  • Gabriel Jesus (atacante 1 - Palmeiras);
  • Fred (atacante 2 - Fluminense/Atlético-MG); e
  • Tite (Corinthians / Seleção Brasileira) concorre a melhor técnico.

Jogadores estrangeiros que jogam/jogaram no Brasil em 2016

  • Yerry Mina (zagueiro direito - Santa Fe/Palmeiras);
  • Frickson Erazo (zagueiro-esquerdo - Atlético-MG);
  • Eugenio Mena (lateral-esquerdo - São Paulo);
  • Luis Seijas (meia-esquerda - Santa Fe/Internacional);
  • Ricardo Centurión (meia-esquerda - São Paulo/Boca Juniors);
  • Giorgian de Arrascaeta (meia ofensivo - Cruzeiro);
  • Ángel Romero (atacante 1 - Corinthians);
  • Ramón Ábila (atacante 2 - Huracán/Cruzeiro);
  • Lucas Pratto (atacante 2 - Atlético-MG); e
  • Paolo Guerrero (atacante 2 - Flamengo).