Após anunciar buscas por reforços de peso para 2017, a diretoria do #Corinthians volta todas as atenções para o setor defensivo. Antes ovacionada por sofrer poucos gols, a zaga corintiana está passando por um momento complicado em 2016. No Campeonato Brasileiro desta temporada, o Timão já sofreu 39 gols, sendo que ainda restam três rodadas para o término da competição.

Este ocorrido preocupa a alta cúpula alvinegra, que por sua vez, segue de olhos bem abertos em relação ao mercado da bola, porém, os dirigentes não pretendem gastar muito dinheiro com novas contratações, já que a situação financeira do clube não é das melhores.

Publicidade
Publicidade

Sem conseguir bons resultados, Oswaldo de Oliveira pode deixar o Corinthians. Mesmo assim, o planejamento de 2017 já está em prática e os cartolas corintianos estão procurando fazer novas contratações ainda em 2016. Desta forma, a direção alvinegra quer melhorar a qualidade do setor defensivo, mas com reforços pontuais.

O primeiro jogador a entrar na mira do Corinthians é o vascaíno Luan, que conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. O beque é avaliado como uma futura promessa do Vasco, sendo assim, seu valor de transferência deve ser muito alto e o interesse alvinegro em tê-lo em 2017 pode ir por água a baixo.

O segundo nome que agrada o clube de Parque São Jorge é Juninho, de 21 anos. A contratação do jogador é vista com bons olhos, já que além de ser jovem, ele tem um #Futebol promissor e pode chamar a atenção de vários clubes europeus.

Publicidade

O zagueiro Felipe Santana, do Kuban Krasnodar, da Rússia, é o terceiro nome que está em pauta. Num passado recente, o beque já foi oferecido ao Timão, mas foi rejeitado pela diretoria alvinegra. Agora, o clube paulista está com as contas no vermelho e transações de baixo custo serão bem vindas.

Mesmo vendendo vários jogadores, o Corinthians está passando por uma grave crise financeira, e o fato não surpreende o presidente Roberto de Andrade, que desde o início do Brasileirão vem ressaltando a falta de dinheiro. Nesta quinta-feira (17), o mandatário corintiano falou que os jogadores estão com seus salários atrasados, mas a situação vai ser resolvida de forma imediata. #Negócios