O mundo esportivo apostava que o português #Cristiano Ronaldo seria praticamente uma unanimidade para arrebatar o troféu Bola de Ouro 2016, criado e promovido pela revista France Football, por ter vencido a UEFA Champions League e conquistado a Eurocopa neste ano. No entanto, segundo informações divulgadas pelo site espanhol Diariogol, o troféu de 2016 deverá ficar nas mãos do argentino Lionel Messi

Caberá ao craque do Real Madrid se contentar com o prêmio instituído pela FIFA, nesta primeira temporada em que os prêmios voltam a ser separados (como foram até 2009), e que também premiará o melhor jogador da temporada no mundo.

Publicidade
Publicidade

Caso essa informação do site espanhol seja confirmada, será o sexto #Bola de Ouro conquistado pelo argentino #Lionel Messi

Prêmios FIFA e "France Football" de novo separados

Nessa edição, o troféu Bola de Ouro, que foi criado em 1956 pela revista francesa France Football, não contará mais com a parceria da FIFA, como ocorreu nos últimos anos. Com essa mudança, a escolha do melhor jogador do mundo não será feita por jogadores e treinadores de futebol, mas sim por um grupo de jornalistas. Inicialmente essa alteração gerou alguma polêmica, pois muito imaginavam que o novo formato poderia prejudicar a hegemonia conquistada por Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, tendo em vista que, de forma intercalada, ambos venceram todas as edições da premiação desde o início da associação entre a FIFA e a France Football. 

Para a escolha do melhor jogador do mundo de 2016, de acordo com o Diariogol, os jornalistas da revista France Football optaram por escolher Lionel Messi por entenderem que o argentino é mais decisivo do que Cristiano Ronaldo e é líder do time do Barcelona.

Publicidade

Em contrapartida, CR7, mesmo tendo conquistado a Champions League e a Eurocopa, enfrentou um período de rejeição por parte dos torcedores do clube merengue. 

A se confirmar essa informação, a disputa entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo pelo Bola de Ouro ficará em 6 a 3 em favor do argentino. Mas sem dúvida dará margem a muita polêmica na medida em que Messi teve um ano onde foi eliminado com a Argentina pela Copa América e não conseguiu levar o Barcelona a final da Champions League. Ser considerado o melhor jogador do mundo pela FIFA não deverá servir de conforto para CR7, que contava como certa sua escolha para o Bola de Ouro.