Nesta quarta-feira (23), o maior craque brasileiro de futebol na atualidade, #Neymar Júnior (Barcelona) recebeu uma péssima notícia. Um promotor da Procuradoria da Audiência Nacional da Espanha (Ministério Público Espanhol), José Perals pediu a prisão do atacante da seleção brasileira por dois anos. Os crimes investigados são os de corrupção e fraudes nos contratos celebrados entre o jogador e o Barcelona. Além do jogador, o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell também foi condenado a cinco anos de prisão.

Além dos pedidos de prisão, foi determinado que Neymar pague uma multa de 10 milhões de euros ao MP espanhol (cerca de 40 milhões reais).

Publicidade
Publicidade

Já o ex-presidente deverá pagar uma multa de 8,4 milhões de euros (33 milhões de reais).

O processo na #Justiça espanhola havia sido arquivado, porém em setembro desse ano, um pedido de reabertura de processo foi aceita pelo juiz José de La Mata, da Audiência Nacional. Apesar dos pedidos de prisão, ainda não há uma definição da data de julgamento do processo.

DIS também apresentou peça de acusação

O fundo de investimentos privados, a DIS também entrou com uma peça de acusação nessa quarta-feira (23) contra quatro pessoas: Neymar Junior, Neymar (pai), Odilio Rodrigues (ex-presidente do Santos) e também contra Sandro Rosell. A empresa denuncia que todos os envolvidos na transferência da revelação do Santos ao Barcelona foi feita de forma corrupta e não respeitando normas contratuais feitas entre o jogador e a DIS.

Publicidade

Além disso, uma indenização milionária é pedida no processo a ser paga pelo Barcelona que adquiriu os direitos do atleta.

Para Roberto Moreno, diretor da DIS, Neymar colocou em xeque a sua imagem como atleta ao assinar “contratos simulados” que “traíram” as empresas que investiram nele. Para ele, tanto Neymar e o Barcelona desrespeitaram os valores do futebol.

Assessoria de Neymar

A assessoria de Neymar foi procurada pelo site “Uol” para dar a sua posição sobre o caso, porém não houve nenhum tipo de pronunciamento. A assessoria alegou que ainda não há um completo conhecimento sobre o caso. #FC Barcelona