Maurício Galiotte assumirá a presidência da Sociedade Esportiva Palmeiras, no próximo dia 15 de dezembro, e tem a obrigação de manter uma administração idêntica, ou melhor, a do seu antecessor, o atual presidente Paulo Nobre.

Vice-presidente em toda a gestão do empreendedor milionário e palmeirense fanático, Galiotte certamente será bastante cobrado exatamente por ter acompanhado todos os bastidores da gestão Paulo Nobre e, por isso, não poderá cometer, sequer, um mínimo deslize.

Assim, Alexandre Mattos, diretor de futebol do Verdão, já vai buscando reforços para a temporada 2017 na intenção garantir um elenco que conquiste o tão perseguido título da Copa Libertadores, torneio em que o #Palmeiras acabou desclassificado, precocemente, neste ano de 2016.

Publicidade
Publicidade

Provável Campeão Brasileiro - na primeira colocação, com 67 pontos, cinco a mais do que o segundo colocado, o Flamengo, e com um saldo de 12 gols -, o Verdão acertou sua primeira contratação para a temporada 2017 e o reforço vem para jogar no ataque. Keno, de 27 anos, destaque do Santa Cruz nesta temporada é o mais novo palmeirense.

Com conversas com os dirigentes palmeirenses desde o último dia 20 de outubro, o atacante assinou um vínculo de quatro temporadas com o time de Parque Antarctica e rejeitou proposta recebida, anteriormente, do Santos. A decisão do jogador de optar pelo clube da capital revoltou o cartola do litoral, Modesto Roma Jr que, nos últimos dias, intensificou suas críticas e ofensas a Alexandre Mattos, reascendendo o râncor que nutri contra o dirigente desde quando ele trabalhava no Cruzeiro.

Publicidade

Jogando no Palmeiras, além de ganhar mais, Keno terá maior visibilidade diante do projeto que o clube tem para os próximos anos e isto pesou na sua decisão de não assinar um contrato que, segundo os bastidores do mercado da bola, já havia sido confeccionado pelo time da baixada santista.

Nem o clube, nem o jogador, revelaram as cifras da negociação que culminou com a assinatura de contrata mas provavelmente, nos próximos dias, a diretoria da Sociedade Esportiva Palmeiras deverá revelar os valores pagos para a transferência de Keno para o time paulista.

Dentro das quatro linhas o Palmeiras não comenta nada sobre quem sai ou quem fica, direcionando foco, em sua totalidade, à conquista do Brasileirão.

Na retaguarda, Alexandre Mattos, Paulo Nobre e Maurício Galiotte correm para trazer para o clube o que há de melhor no sentido de oferecer ao treinador - que ainda não se sabe se será Cuca - uma equipe de qualidade e com forças para conquistar uma Copa Libertadores da América, outro título que o Verdão não conquista há mais de uma década depois da conquista de 1999, com Luiz Felipe Scolari. #Campeonato Brasileiro #PaixãoPorFutebol