O Fluminense tem novo presidente. Com 2.126 votos, Pedro Abad, da Flusócio, candidato apoiado pelo atual mandatário Peter Siemsen, venceu as eleições deste sábado, nas Laranjeiras e será o responsável por gerir a agremiação das Laranjeiras pelos próximos três anos. Da "Todos pelo #Fluminense", Mário Bittencourt, ex-vice de futebol do clube, obteve 1.442 votos e ficou em segundo, enquanto Celso Barros, ex-presidente da Unimed, antiga parceira do Tricolor, da "Somos Fluminense", com 651 votos, ficou na terceira posição.

No pleito que inaugurou a participação do sócio-torcedor, a movimentação foi intensa em Álvaro Chaves. Com muita alegria, cada grupo buscava angariar votos para seu respectivo candidato.

Publicidade
Publicidade

Apesar do clima de disputa, não houve qualquer tipo de confusão dentro da sede. Desde as primeiras horas do dia, as pesquisas de boca de urna já apontavam para uma vitória tranquila de Pedro Abad e, em determinado momento, chegou a especular-se que Mário Bittencourt e Celso Barros se unissem para reverter o quadro, mas essa estratégia acabou não vingando.

Perto do anúncio oficial das eleições, Mário e Celso, honrando a tradicional fidalguia do Fluminense, fizeram questão de cumprimentar o candidato vencedor, desejando-o sorte.

Em entrevista coletiva após a divulgação do resultado, Pedro Abad disse que Marcelo Teixeira, atualmente responsável pelo trabalho das categorias de base, em Xerém, virá para o futebol profissional, juntamente com outros dois membros a serem anunciados nos próximos dias.

Publicidade

Cacá Cardoso ocupará a vice-presidência geral do clube.

Ainda não existe uma data para a posse oficial do novo presidente do Fluminense. A tendência é de ela acontecer no dia 20 de dezembro.

Enquanto isso, no domingo, o Fluminense irá ao Orlando Scarpelli, em Florianópolis, para encarar o Figueirense, a partir das 19h30 (de Brasília), pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Com 49 pontos e ocupando o 11º lugar na classificação, o Tricolor ainda sonha com uma vaga na Taça Libertadores da América do ano que vem. #Política no Futebol #PaixãoPorFutebol