O primeiro jogo da decisão da #Copa do Brasil 2016 será no dia 23 de novembro, em Belo Horizonte, e a segunda partida no dia 30 do mesmo mês, no Rio Grande do Sul, com mando de campo para o Grêmio, na Arena do Grêmio, conforme sorteio realizado pela CBF às 9h da manhã desta sexta-feira, dia 4.

Mas, o que chamou a atenção de muitos brasileiros que acordam cedo e, especialmente dos atleticanos, é que a #Rede Globo anunciou esta ordem dos jogos antes do horário oficial do sorteio, em seu programa matinal chamado Hora 1, que começa às 5h da manhã.

Durante o referido programa, a jornalista Monalisa Perrone anunciou que o primeiro jogo seria em Belo Horizonte, com mando de campo do #Atlético Mineiro, que até o presente momento ainda não divulgou se a partida será no Estádio Independência ou no Mineirão.

Publicidade
Publicidade

O atleticano e jornalista da Globo, Chico Pinheiro, se adiantou e explicou para usuários do Twitter que o questionaram que tudo não passou de uma falha da colega jornalista, que deu a notícia em uma edição gravada, horas depois do final do jogo do Galo contra o Internacional.

Além de chover comentários sobre o caso no Twitter, as principais contas atleticanas no Instagram também estão noticiando o fato que mexe com a confiança dos torcedores sobre possíveis armações no futebol brasileiro.

Polêmicas à parte, os dois times já se preparam para as partidas e buscam o título em situações distintas. Enquanto este seria o segundo título do Galo na competição, o Grêmio busca o pentacampeonato e também o recorde de conquistas naquele campeonato.

A campanha dos dois times começou já nas oitavas de final, pois ambos também disputaram, no início do ano, a Libertadores da América e foram eliminados.

Publicidade

No duelo de técnicos, Marcelo Oliveira, do Atlético Mineiro, tem dois títulos na competição e três vice-campeonatos, e outras edições como técnico do Cruzeiro e Coritiba. Já Renato Gaúcho, que teve a presença irregular de sua filha em campo na semi-final contra o Cruzeiro, tem apenas um título como técnico do Fluminense.

E você, acredita que foi uma falha da jornalista ou que existem acordos e cartas marcadas no futebol brasileiro? Deixe sua opinião e compartilhe com amigos, afinal não só a Copa do Brasil, mas também o Campeonato Brasileiro deste ano que tem dado o que falar no extra-campo.