Com a demissão de Levir Culpi no último domingo, caberá ao auxiliar permanente Marcão a missão de dirigir o Fluminense nas últimas rodadas do #Campeonato Brasileiro, tentando levar a equipe das Laranjeiras ao G-6 da competição e, de quebra, assegurar presença na Taça Libertadores da América do ano que vem. Ciente do grande desafio, o antigo volante, campeão carioca de 2002 e 2005 pelo próprio Tricolor, assegura que o grupo lutará muito para atingir os seus objetivos e pede o apoio da torcida.

"Enquanto há chance, a gente vai buscar, vai tentar pontuar. Nesses jogos grandes, nossa equipe se supera. A gente tem que estar muito forte, esperamos o apoio dos torcedores.

Publicidade
Publicidade

Com o apoio do nosso torcedor, a gente fica muito forte", declarou em entrevista concedida ao repórter Wilson Pimentel, da Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

O primeiro dos desafios do #Fluminense para ir à Libertadores será no Maracanã, diante do Atlético-PR. Por conta de um pedido de seu presidente, Peter Siemsen, o Tricolor antecipou a partida do próximo dia 17 para o feriado do da Proclamação da República no dia 15 de novembro, uma terça-feira, a partir das 17h (de Brasília). Segundo Marcão, essas mudanças foram benéficas para criar um ambiente totalmente favorável na busca pelo resultado positivo.

"Numa data como essa, foi importantíssimo o presidente levar o jogo para o Maracanã. Acredito que é uma das finais", encerrou o agora treinador.

Visando atrair ainda mais a presença do público, a diretoria anunciou, nesta segunda, que haverá ingressos a R$ 20 para todos os setores do Maracanã.

Publicidade

As vendas destinadas aos sócios começam na terça. Já o chamado torcedor-comum poderá adquirir as suas entradas a partir de quinta.

Até o momento, em 34 jogos, o Fluminense, que atravessa um incômodo jejum de seis rodadas sem vencer, somou 48 pontos e ocupa o nono lugar na classificação do Brasileiro. Após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo na derrota de 4 a 2 para o Cruzeiro, no Mineirão, o volante Pierre retorna normalmente. Outro com chances de volta é o goleiro Diego Cavalieri, recuperado de um estiramento na coxa esquerda. Por outro lado, o atacante Richarlison, com um problema na coxa direita, será reavaliado e corre o risco de não enfrentar o Atlético-PR. #PaixãoPorFutebol