A partida entre Brasil e Argentina ocorreu há quase 48 horas. Foi na última quinta-feira (10), no Mineirão, que também serviu de palco para a pior derrota da Seleção Brasileira numa Copa do Mundo, o inesquecível 7x1 para a Alemanha na Copa de 2014. Pois, dentro desse cenário de lembranças ruins, foi que a Seleção Brasileira de Futebol masculino conseguiu uma das suas vitórias mais convincentes, após ao retumbante fracasso frente aos alemães.

Mas, da mesma forma que um resultado no Mineirão abateu o selecionado brasileiro há dois anos, a derrota para o Brasil gerou uma crise gigantesca na #Seleção da Argentina. Nenhum jogador foi poupado de críticas pelos recentes fracassos que Messi e seus companheiros vêm enfrentando desde a Copa América, quando foram eliminados pelo Chile e o craque do Barcelona ameaçou não vestir mais a camisa azul e branco.

Publicidade
Publicidade

Com a derrota para o Brasil, os argentinos estão em sexto lugar na tabela de classificação das Eliminatórias da Copa de 2018 e, nesse momento, estariam fora da competição.

O jornalista da Fox, Bambino Pons, de forma dura e implacável, declarou que a Seleção Argentina está "cheia de fracassados" que perderam as quatro finais que disputaram e é um time que se acostumou a perder. Bambino também não poupou críticas para o técnico "Paton" Bauza pela convocação de jogadores que atuam no futebol chinês, como Lavezzi, pois entende que não estão no mesmo nível de competitividade do que os outros.

Pablo Lafourcade, do TyC Sports, foi mais radical do que o seu colega da Fox. Pablo defendeu a saída de Lionel Messi da Seleção Argentina porque, no seu entender, o selecionado se tornou uma espécie de clube de amigos do camisa 10.

Publicidade

Lafourcade afirma que, com a saída de Messi da Seleção, os argentinos não terão mais que suportar figuras como Di Maria, Agüero, Higuain, Zabaleta e Romero que no seu modo de ver, estão na equipe por influência de #Lionel Messi. O jornalista do TyC Sports avalia que com um líder mais terreno, numa relação ao fato de que muitos consideram o o craque do Barcelona extra-terrestre), a Argentina não estaria muito longe desses 16 pontos conquistados em 11 jogos contra equipes como Venezuela, Bolívia e Peru.

Outro jornalista argentino da Fox Sports, Martin Liberman também não se furtou de criticar o time comandado por Edgardo Bauza e a figura de Lionel Messi. Martin afirmou que a Seleção Argentina parece uma "tartaruga" e "La Pulga" se arrastou em campo contra o Brasil.

Dentro dessa linha crítica, o site do jornal argentino Olé realizou uma pesquisa interativa junto aos torcedores, questionando a respeito dos culpados pelo fracasso da Seleção da Argentina contra o Brasil. O resultado final mostrou que 45% atribui a responsabilidade aos jogadores, 39% para o Bauza e apenas 15% para os desmandos da AFA.

Publicidade

Já no Brasil a repercussão para a derrota dos argentinos, como não poderia deixar de ser, teve um tom mais de brincadeira. O site Olé do Brasil publicou que o Messi não voltou para o hotel com seus companheiros porque estava no "bolso" do Fernandinho, jogador brasileiro. Já o Globoesporte colocou na manchete: "Fora o Baile", numa referência ao grande volume de jogo da Seleção Brasileira frente aos argentinos. #Eliminatórias da Copa do Mundo