O mundo do futebol acordou consternado com a notícia do #Acidente aéreo no voo que levava a delegação da #Chapecoense para Medellín, onde nesta quarta-feira (30), disputaria o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. Infelizmente tragédia dessa natureza não é algo inédito no futebol, tampouco no esporte.

Relembre alguns casos

Em 1949, após disputar alguns amistosos em Portugal, a equipe do Torino e um dos times mais fortes do mundo -, voava de volta para a Itália no dia 4 de maio, quando ao tentar pousar, o avião bateu em cheio contra o muro posterior do terrapleno da Basílica de Superga.

Publicidade
Publicidade

Todos que estavam a bordo morreram. O time era a base da seleção da Itália, que no ano seguinte jogaria a Copa do Mundo no Brasil. O temor de viajar de avião fez com que a delegação cruzasse o Atlântico de navio.

O Manchester United foi outra equipe europeia a passar por tragédia semelhante. No dia 6 de fevereiro de 1958, o avião que levava o time de volta para a Inglaterra após um jogo na Iugoslávia, contra o Estrela Vermelha, pela Liga dos Campeões, fez escala em Munique, na Alemanha, para reabastecimento. Nevava muito no momento da decolagem e a aeronave não conseguiu velocidade suficiente para levantar voo, batendo na cerca do aeroporto e posteriormente em uma casa. Morreram 28 pessoas, sendo oito jogadores do time. O acidente ficou conhecido como a Tragédia de Munique.

Na América do Sul o acidente mais grave havia sido com uma equipe de rugby uruguaia do Old Christians.

Publicidade

Em outubro de 1972, o grupo viajava até o Chile para uma partida a bordo de um avião da Força Aérea do Uruguai, onde estavam 45 pessoas, dentre tripulantes e passageiros. A aeronave caiu na cordilheira dos andes e os sobreviventes foram resgatados 69 dias depois. Para sobreviverem às baixas temperaturas, as vítimas tiveram que comer a carne de seus companheiros mortos. A tragédia foi retratada no filme "Vivos", de 1993.

Naquele mesmo ano de 1993, a seleção de Zâmbia fazia grande campanha nas eliminatórias para a Copa do Mundo. A delegação, composta por 18 jogadores, seguia para Senegal e, durante a viagem, houve problemas nos motores e o avião caiu no Oceano Atlântico, matando todos que estavam a bordo. #Colômbia