Tendo a companhia do atual presidente Peter Siemsen e do futuro, Pedro Abad, #Abel Braga foi oficialmente apresentado ao #Fluminense no início da tarde desta sexta. Bastante sorridente, o treinador chegou às Laranjeiras para dar início a terceira passagem pela agremiação tricolor na sua carreira e, diante de um Salão Nobre cercado de jornalistas, prometeu devolver a alma do clube, que, segundo ele, foi perdida a longo dos últimos anos.

"Vim aqui buscar uma coisa que o torcedor quer. É um time que tem de existir alma. Isso está longe de acontecer, caráter, tem de ter noção do escudo do peito", disse o comandante.

Outro ponto abordado durante a entrevista, como não poderia deixar de ser, foi a tragédia envolvendo a primeira partida da final da Copa Sul-Americana.

Publicidade
Publicidade

Para Abel, o acidente que vitimou jogadores e comissão técnica da Chapecoense, além de alguns membros da imprensa é um fato que jamais deverá ser esquecido e todos os 71 falecidos merecem todas as homenagens possíveis.

"Estive em Curitiba anteontem. Era fiador do meu filho no apartamento, que era do Gil. Convivi nos Emirados com Caio Junior, frequentava a casa dele. Josimar foi meu jogador no Internacional. Só o futebol poderia amenizar a dor", resumiu o treinador sem esconder a tristeza.

O vínculo entre Abel Braga e o Fluminense tem duração de dois anos. Ele só assume no próximo mês de janeiro. Por conta disso, Marcão dirigirá o time no último compromisso de 2016, marcado para o domingo, 11 de dezembro, às 17h (de Brasília), no estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos, distrito de Mesquita, região metropolitana do Rio de Janeiro, contra o Internacional, válido pela rodada que encerra o Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Para esse desafio, a equipe das Laranjeiras contará com os retornos do volante Douglas e do meia Gustavo Scarpa, que cumpriram suspensão no final de semana passado (derrota de 1 a 0 para o Figueirense, em Santa Catarina). Por outro lado, Pierre e Cícero, ambos punidos pelo terceiro cartão amarelo, estão de fora.

Há nove jogos sem vencer, o Tricolor, depois de figurar na parte de cima da tabela de classificação, despencou e, no momento, ocupa o 12º lugar. Mesmo assim, por conta do bom primeiro turno, garantiu presença na Copa Sul-Americana. #PaixãoPorFutebol