Encerrada a temporada, o Fluminense já planeja 2017. Ninguém no clube confirma, mas, ao longo dessa semana, Alexandre Torres, filho de Carlos Alberto Torres, capitão do tri da Copa do Mundo de 1970, falecido recentemente, deverá ser confirmado como o novo gerente-executivo de futebol, substituindo a Jorge Macedo, demitido há alguns dias.

Para ser confirmado, Alexandre, que, assim como o pai, foi jogador e iniciou a carreira na base do Tricolor, encerrará o seu vínculo com o Manchester United, da Inglaterra. Por conta de sua apresentação, o técnico Abel Braga disse que seria uma honra tê-lo como companheiro nesse processo de restruturação da equipe das Laranjeiras, que, a partir do próximo dia 21 de dezembro, terá Pedro Abad como seu presidente.

Publicidade
Publicidade

Além de Torres, Marcelo Teixeira, atualmente responsável pela formação dos atletas do Flu em Xerém, será alçado para trabalhar no profissional. Outro que poderá vir da base é Fernando Veiga, cotado para assumir a vice-presidência de futebol.

Organizada a cúpula, a meta será partir para organizar o elenco. Depois de Magno Alves e Jonathan, cujos contratos se encerram no final desse ano, Gum tem uma conversa bastante adiantada com o Trabzonspor, da Turquia e pode deixar o #Fluminense depois de sete anos. Quem também pode rumar para aquele país é Gustavo Scarpa. Destaque da equipe no Campeonato Brasileiro, que teve a sua rodada de encerramento disputada no último domingo, quando o Tricolor ficou no empate de 1 a 1 com o Internacional no Giulite Coutinho, em Édson Passos, o meia recebeu uma proposta superior a 10 milhões de euros (R$ 40 milhões) do Fenerbache.

Publicidade

O Palmeiras, atual campeão nacional, é outro que demonstrou interesse pelo apoiador.

Se pode perder atletas, o Flu, por outro lado, também busca reforços. Além dos equatorianos Junior Sornoza e Jefferson Orejuela, destaques do Independente Del Valle na última Taça Libertadores, o clube carioca almeja cinco contratações para o ano que vem: dois zagueiros, um lateral-esquerdo, um meia e um centroavante. Os nomes seguem mantidos em sigilo, mas, em seu discurso após vencer as eleições presidenciais no clube, Pedro Abad prometeu a vinda de um ídolo.

De férias, o Fluminense se reapresenta no próximo dia 04 de janeiro. Três semanas depois, acontecerá o seu primeiro compromisso em 2017, enfrentando, em casa, o Criciúma, quando iniciará a luta pelo bicampeonato da Copa da Primeira Liga. #Mercado da bola #PaixãoPorFutebol