O atacante Grafite é a grande contratação do Atlético-PR para a temporada de 2017. Mesmo com vínculo com o Santa Cruz válido até o final do ano que vem, ele preferiu ceder à proposta do Furacão, que vai disputar a Taça Libertadores da América.

Grafite marcou 13 gols no Campeonato Brasileiro deste ano - 24 em toda a temporada - e foi um dos destaques do #Futebol nacional em 2016. Seu desempenho, entretanto, não foi o suficiente para tirar o Santa Cruz do rebaixamento para a Série B do ano que vem. Assim, o atacante decidiu usar a cláusula que permitia uma transferência antes do fim do contrato caso o time pernambucano não se mantivesse na elite do futebol brasileiro.

Publicidade
Publicidade

O jogador fez exames médicos na sede do clube e assinou contrato válido por um ano. Em suas primeiras palavras como novo atacante do Atlético-PR, Grafite disse que está "muito feliz" em defender as cores do clube rubro-negro. O atleta espera se aprimorar para fazer uma boa temporada: "Vou dar o meu melhor dentro de campo, procurar marcar gols e ajudar a equipe", completou.

Será o reencontro de Grafite com o técnico Paulo Autuori. Os dois já estiveram juntos em 2005, no título do Mundial de Clubes pelo São Paulo. Na temporada de 2017, a principal missão será a disputa da Taça Libertadores da América. O Atlético-PR começará a competição na fase preliminar, por ter terminado em sexto lugar no Campeonato Brasileiro de 2016.

Aos 37 anos, Grafite vai disputar sua quarta Libertadores na carreira.

Publicidade

O jogador foi revelado na Matonense e jogou na Ferroviária antes de fazer sua primeira passagem pelo Santa Cruz. Teve uma rápida passagem pelo Grêmio, mas foi transferido para o futebol sul-coreano. De volta ao Brasil, jogou no Goiás e chamou a atenção do São Paulo, sendo levado para o Tricolor Paulista em 2004. Pelo clube do Morumbi, fez parte do elenco que conquistou a Taça Libertadores e o Mundial de Clubes, ambas em 2005.

No ano seguinte, jogou uma temporada no Le Mans, da França. Em 2007, foi transferido para o Wolfsburg, da Alemanha. Ajudou o time a conquistar o Campeonato Alemão da temporada 2008-09, o primeiro título nacional da história dos Wölfe. Com as boas atuações, Grafite acabou convocado para a Copa do Mundo de 2010.

Antes de voltar ao futebol brasileiro, Grafite esteve no Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e no Al Sadd, do Qatar. #Esporte #PaixãoPorFutebol