Na manhã desta terça-feira (20), o presidente do Barcelona da Espanha concedeu uma entrevista coletiva quando, entre outros assuntos, fez um balanço a respeito das atividades do clube em 2016. Na oportunidade, Josep Maria Bartomeu surpreendeu a todos ao abordar a questão da negociação envolvendo o brasileiro #Neymar.

O presidente do clube catalão afirmou que a contratação do atacante junto ao Santos em 2013 não teria custado mais do que 30 milhões de euros. Mais do que isso, Bartomeu acrescentou que Neymar foi contrato por 22 milhões e meio de euros, sendo que 17 milhões teriam ficado com o Santos e 5 milhões e meio foram pagos à titulo de multa rescisória.

Publicidade
Publicidade

A informação do mandatário do #Barcelona é cercada de total descrédito, pois o próprio ex-presidente do clube, #Josep Maria Bartomeu, afirmou no primeiro semestre de 2016 que a contratação do brasileiro Neymar teria custado aos cofres do Barcelona algo em torno de 59 milhões de euros. No entanto, o próprio mandatário do clube espanhol admitiu que os números finais da contratação ficaram em 100 milhões de euros;

Por conta dessa divergência entre os verdadeiros valores da contratação de Neymar que o Santos e o Grupo DIS, detentor de 40% dos direitos federativos do jogador, ainda lutam na Justiça espanhola, visando tentar receber aquilo que consideram justo nessa transação. Tanto o clube brasileiro, quanto o grupo investidor, conseguiram uma vitória na Justiça no mês passado, quando um juiz espanhol decidiu reabrir o Caso Neymar 2.

Publicidade

O magistrado se manifestou a favor de processar Neymar Jr. por " corrupção entre particulares".

Curiosamente, o Caso Neymar 2 foi reaberto por José de La Mata, o mesmo juiz que havia determinado o seu arquivamento. Porém, a Audiência Nacional, que fiscaliza a atuação dos juízes, entendeu que haviam indícios suficientes para prosseguir com a investigação. Certamente, as declarações do presidente do Barcelona nesta manhã de terça-feira (20) deverão causar bastante indignação junto ao Santos e ao Grupo DIS, que irão divergir frontalmente dos novos valores revelados a respeito da contratação do Neymar.