Manoel Flores, diretor de competições da CBF avisou nesta quinta-feira (01) que o jogo entre Chapecoense e Atlético-MG irá acontecer, pois devido ao regulamento não há como cancelar uma partida, mesmo entendendo que é um momento difícil para todos. O time mineiro se posicionou contra o jogo pela última rodada do #Brasileirão e avisou que não entrará em campo para enfrentar os catarinenses.

A CBF explicou que não é tão simples assim cancelar uma partida e na data em que o jogo está marcado é preciso seguir todos os protocolos e o trio de arbitragem estará em campo cumprindo o seu papel. O regulamento não tem um dispositivo onde seja possível encaixar um cancelamento da partida.

Publicidade
Publicidade

"É uma questão legal, de procedimento que precisa ser tomado", informou Manoel Flores.

O diretor de competições ainda disse que a CBF está do lado da Chapecoense e vem conversando com o time para ver o que pode ser feito e que apesar da partida não poder ser cancelada, outras atitudes serão tomadas para o ressurgimento do time.

Caso o #Atlético Mineiro e a #Chapecoense não compareçam, o trio de arbitragem irá esperar por no máximo 30 minutos e logo em seguida irá fazer o "registro em súmula", descrevendo que nenhuma das equipes compareceu ao jogo. Ao invés de simplesmente declarar o cancelamento da partida, ela precisa acontecer por determinação do regulamento, nem que seja para ser registrado o não comparecimento das equipes.

O Atlético mineiro já está decidido a não enfrentar o Chapecoense e encaminhou ao diretor de competições da CBF um comunicado onde a decisão está confirmada.

Publicidade

Para a CBF, uma coisa é receber o ofício, outra é o time simplesmente não ir ao jogo, pois o regulamento não prevê o cancelamento de uma partida.

Torcedores do Galo, assim como os usuários das redes sociais, apoiam a decisão do time mineiro.

O jogo entre Atlético-MG e Chapecoense está marcado para o dia 11 de dezembro e o mando de campo é da Chape. Uma proposta a ser analisada é mudar o local da partida, mas a CBF até o momento não se pronunciou a respeito de tal solução.