Com uma atuação correta, principalmente no segundo tempo, o Kashima Antlers-JPN venceu o Atlético Nacional-COL por 3 a 0 na manhã desta quarta-feira (14) e é o primeiro time classificado à grande final do #Mundial de Clubes, disputado no Japão. O jogo contou com o primeiro uso do árbitro de vídeo, que assinalou um pênalti - mesmo assim duvidoso - para o time japonês e também com um golaço de calcanhar dos anfitriões, que levam o país a uma decisão inédita.

O Kashima agora espera o vencedor de América-MEX e Real Madrid, nesta quinta-feira (15), para saber seu adversário na decisão de domingo (18). O Atlético encara o perdedor deste confronto na disputa do terceiro lugar, no mesmo dia.

Publicidade
Publicidade

Árbitro de vídeo é utilizado e, mesmo assim, causa polêmica

O primeiro tempo de Atlético Nacional e Kashima Antlers foi muito agitado e com chances reais de gol para cada lado. O time colombiano foi quem arriscou mais, porém, parou no travessão duas vezes, em chutes de Mosquera. Por sua vez, a equipe japonesa apostava nos contra-ataques, aproveitando-se dos espaços deixados pela defesa verdolaga.

O único gol, entretanto, saiu em um lance polêmico. Após uma bola levantada na área do Atlético, Daigo Nishi foi derrubado por Berrio. Quase um minuto depois e já com o time colombiano no ataque, o árbitro Viktor Kassai foi chamado pelo árbitro de vídeo, pela primeira vez de forma oficial, e marcou pênalti, que foi convertido por Shoma Doi. Mas, na jogada, o jogador japonês estava em posição irregular, que passou batido pelo novo recurso implantado pela FIFA.

Publicidade

Kashima marca de calcanhar e carimba vaga inédita na final

Na etapa final, o Atlético Nacional foi com tudo para o ataque, mas, mesmo finalizando bastante, não conseguiu furar a defesa do time da casa. Com a postura sólida na defesa, o time japonês conseguiu emplacar bem os contra-ataques e foi no final do jogo que os gols da vitória saíram.

Aos 38 minutos, Yasushi Endo foi lançado, dividiu com Franco Armani e, com um lindo toque de calcanhar, empurrou a bola para o fundo das redes, ampliando para 2 a 0. Dois minutos depois, o Kashima matou o jogo com Yuma Suzuki, que apareceu na segunda trave livre e tocou para o gol, fechando o placar em 3 a 0.

Jeonbuk Hyundai goleia e fica com o quinto lugar

Na preliminar da semifinal, o time Jeonbuk Hyundai-KOR goleou o Mamelodi Sundowns-RSA por 4 a 1 e ficou com o quinto lugar do Mundial de Clubes. O jogo foi praticamente decidido no primeiro tempo, quando os coreanos abriram 3 a 0, com gols de Bo-kyung, aos 18, Jong-ho, aos 29, e Ricardo Nascimento, contra, aos 41.

Na etapa final, os sul-africanos diminuíram com Percy Tau, aos três. No fim da partida, Shin-wook, aos 45, determinou o placar final em 4 a 1. #Polêmica #Futebol Internacional