Em uma final histórica, o #Real Madrid se sagrou campeão do #Mundial de Clubes da FIFA de 2016, ao bater o #Kashima Antlers por 4 a 2 na manhã deste domingo (18) em Yokohama, no Japão. A partida foi dramática, já que foi decidida apenas na prorrogação, após empate em 2 a 2 no tempo normal. O grande destaque foi Cristiano Ronaldo, que anotou três gols, sendo dois na prorrogação. Foi o quinto título mundial do Real, sendo três no antigo formato e dois no atual.

A equipe madrilenha saiu na frente com Benzema e permitiu a virada dos japoneses com dois gols de Shibazaki. Cristiano Ronaldo, de pênalti, tornou a igualar a partida no tempo normal.

Publicidade
Publicidade

Na prorrogação, novamente CR7 decidiu e marcou mais duas vezes para fechar o placar e garantir o título para o Real.

Real sai na frente e Kashima empata no final

O início de jogo mostrou a grande superioridade entre Real Madrid e Kashima Antlers. Tanto que logo aos nove minutos, o time espanhol saiu na frente com Benzema, que aproveitou rebote do goleiro japonês, após chute de Modric na entrada da área. Com o gol anotado, o jogo perdeu um pouco de velocidade, mas os donos da casa mantiveram o esquema adotado inicialmente, de apertar a marcação ainda no campo defensivo do Real.

E, no final da partida, o Kashima foi premiado. Aos 44, após jogada pela esquerda, Shibazaki recebeu na grande área e chutou sem chances para Navas, igualando o marcador, sendo este o primeiro gol sofrido por um clube europeu em quatro anos de Mundial de Clubes.

Publicidade

Kashima vira, Real empata de pênalti e jogo vai a prorrogação

Logo no início da etapa final, o Kashima conseguiu a virada sobre o Real. Aos sete minutos, Shibazaki aproveitou rebatida errada da zaga e chutou de perna esquerda no canto de Navas, colocando os japoneses na frente do jogo. Atrás do marcador, o Real Madrid teve que sair para o jogo, mas a defesa do Kashima conseguia neutralizar os ataques. Até que aos 14 minutos, Lucas Vazquez foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti, que Cristiano Ronaldo cobrou forte e igualou novamente o placar em Yokohama.

Após o gol, o Real ainda teve duas chances claras de ficar à frente. Aos 15, Cristiano Ronaldo chutou de fora e o goleiro fez grande defesa. Na cobrança do escanteio, Sérgio Ramos chutou forte, mas a bola passou por cima, rente ao travessão. Nos últimos minutos, a partida ficou aberta e as melhores chances foram do time japonês, que pressionou até o apito final do segundo tempo.

Cristiano Ronaldo decide na prorrogação e Real conquista o título

Mantendo o ímpeto da metade do segundo tempo e mostrando mais condicionamento físico, o Real Madrid fez mais dois gols, ambos com Cristiano Ronaldo.

Publicidade

Aos oito, CR7 aproveitou vacilo da zaga japonesa e fuzilou o goleiro Sogahata, marcando o terceiro. Ainda na primeira etapa, aos 14, novamente Cristiano. Desta vez, o português aproveitou chute mascado da entrada da área, dominou e chutou forte para fazer o quarto dos espanhóis. Tirando como lição o tempo normal, o Real Madrid soube administrar a vantagem na segunda etapa da prorrogação e garantiu, sem mais sustor, o título do Mundial de Clubes.

Atlético Nacional fica com o terceiro lugar

Na preliminar da grande final do Mundial de Clubes, o Atlético Nacional ficou com o terceiro lugar, ao bater o América-MEX nos pênaltis, após empate no tempo normal em 2 a 2. O time colombiano saiu na frente com gol contra de Samudio, aos seis, com gol de Guerra, aos 26. Os mexicanos reagiram com Arroyo, aos 38, e Peralta, no segundo tempo, aos 21.

Na decisão por pênaltis, Martinez e Samudio desperdiçaram para o América e Nieto para o Atlético Nacional. O atacante Borja converteu a cobrança decisiva e deu o terceiro lugar ao time colombiano.

Classificação final do Mundial de Clubes

1) Real Madrid-ESP

2) Kashima Antlers-JPN

3) Atlético Nacional-COL

4) América-MEX

5) Jeonbuk Hyundai-KOR

6) Mamelodi Sundowns-RSA

7) Auckland City-NZL