Conor McGregor conseguiu ser campeão dos penas e dos leves do Ultimate Fighting Championship, algo inédito na história da maior organização de #MMA planeta. O irlandês quer ir mais além e estrear no #boxe, mas vai ter que cumprir pendências se quiser começar a lutar logo em um dos maiores centros da modalidade nos Estados Unidos. É que o irlandês ainda não pagou uma multa com a Comissão Atleta de Nevada, fato que o impede de conseguir uma licença para competir na cidade de Las Vegas.

O motivo da punição foi uma briga de garrafas d'água com a equipe de Nate Diaz, na coletiva que antecedeu o #UFC 202, em agosto. McGregor foi multado em US$ 150 mil pela Comissão Atlética de Nevada.

Publicidade
Publicidade

Segundo o diretor-executivo da organização, Bob Bennett, o irlandês terá que resolver a pendência e fazer uma sessão de sparring para obter a licença no estado de Nevada. Em entrevista ao jornal Las Vegas Review, Bennett tratou de alertar que o boxe "é um esporte diferente", mas não subestimou as capacidades do irlandês.

McGregor já possui licença para lutar na Califórnia. Outro grande centro em que o irlandês busca autorização é o estado de Nova York.

O irlandês é considerado um dos fenômenos do MMA. Em novembro deste ano, ele nocauteou Eddie Alvarez e se tornou campeão dos leves do Ultimate Fighting Championship. A vitória tornou Conor como o primeiro detentor simultâneo de dois cinturões do UFC. Mais tarde, ele renunciou ao título dos penas, que passou a pertencer ao brasileiro José Aldo.

Publicidade

Disposto a novos desafios, McGregor planeja uma aventura no boxe e colocou o norte-americano Floyd Mayweather Jr. como o seu principal alvo na nobre arte. O potencial oponente tem 39 pontos e está na condição de aposentado desde setembro do ano passado, após conseguir um cartel invicto de 49 lutas. O pugilista conseguiu diversos títulos mundiais nas categorias dos superpenas, superleves, leves, médio-ligeiros e meio-médios. O fato de estar parado não impede o "Money" de reconsiderar na decisão de abandonar os ringues. Em maio, em uma entrevista ao canal do YouTube "EsNews", Mayweather disse que só voltaria aos ringues se fosse para lutar contra McGregor.