À medida em que os dias vão passando, a tragédia da morte de jogadores da Chapecoense, ocorrida na última terça-feira (29), vai sendo melhor assimilada por amigos e familiares das vítimas. A partir desse momento, os pensamentos já se voltam para o futuro, para a reestruturação do clube e do time catarinense. Muitos clubes brasileiros e do exterior se mostraram interessados em ceder jogadores, sem qualquer ônus, para que a #Chapecoense possa cumprir seus compromissos em 2017.

Mas, em se falando na possibilidade de contar com jogadores de outras equipes, um nome surgiu com força e congestionou as redes sociais, o de Ronaldinho Gaúcho.

Publicidade
Publicidade

Os torcedores ficaram entusiasmados com a possibilidade de que, talvez, o R10 pudesse vestir a camisa da Chapecoense no próximo ano. Atualmente, Ronaldinho está sem clube e ainda não decidiu se joga por mais um ano ou se opta definitivamente pela aposentadoria.

Para aumentar a euforia dos torcedores que querem ver #Ronaldinho Gaúcho vestindo a camisa verde e branco da Chapecoense, o irmão e procurador do craque, Roberto de Assis, em entrevista ao site globoesporte.com não descartou essa possibilidade. Assis acrescentou que Ronaldinho está disposto a ajudar o clube catarinense de alguma forma que poderia ser jogando apenas partida ou tendo um contrato longo com o clube de Santa Catarina.

O irmão do craque disse que ainda não foram procurados pela direção da Chapecoense, mas,)se isso acontecer futuramente, estão dispostos a sentar e conversar, porque querem realmente ajudar de alguma forma.

Publicidade

No entanto, Roberto de Assis sugeriu que tratassem o assunto do ingresso do Ronaldinho como jogador do clube catarinense com cautela, para não frustrar os torcedores, caso não ocorra o acerto. Assis acredita que, nesse momento, é preciso pensar nos familiares das vítimas e lhes dar suporte.

Na sexta-feira (02), Ronaldinho Gaúcho e Assis viajam para a Turquia, visando cumprir compromissos profissionais. Na sequência, seguem para Dubai, nos Emirados Árabes e, posteriormente, viajarão para o Japão. O craque e seu irmão deverão retornar ao Brasil somente no dia 14 de dezembro. #Resenha Esportiva