O #Campeonato Brasileiro 2016 chegou ao fim. Sem grandes novidades, uma vez que o Palmeiras foi campeão com um jogo de antecedência, a rodada foi repleta de homenagens à Chapecoense, que recebeu manifestação de apoio em todos os nove jogos desse domingo, 11.

O São Paulo Futebol Clube, fez 5x0 sobre o já rebaixado, Santa Cruz. A vitória não foi difícil, já que os atletas do clube adversário já não tinham pelo que lutar, mas o placar serviu de incentivo para o torcedor e também para os atletas, já que a maior parte deles continuará na temporada de 2017. O destaque mesmo não fica só com a vitória, mas com o uniforme que o São Paulo confeccionou, exclusivamente para a partida, onde o nome dos patrocinadores foram substituídos pelo logo da Chapecoense, da CBF em Luto e pelos dizeres #ForçaChape.

Publicidade
Publicidade

Com Rogério Ceni, o maior goleiro artilheiro do mundo, que figura no livro dos recordes, a torcida está confiante de que o time pode voltar a ser o soberano de outrora, quando garantia vários troféus dentro e fora do país. O clube não garantiu uma vaga para a Copa Libertadores, mas no próximo ano pode lutar por uma vaga tanto no Brasileirão, quanto na Copa do Brasil.

Encerrando o campeonato em 10ª colocação e com 49 pontos, o clube garante uma vaga na Copa Sul-Americana. O time, aliás, é um dos dois únicos brasileiros que sagraram-se campeões da competição continental. Nesse ano, o título foi entregue para a Chapecoense, a pedido do Atlético Nacional, após a tragédia que matou quase todos os jogadores do clube catarinense.

O outro clube brasileiro que já conquistou o título é nada mais, nada menos, que o colorado, o Internacional.

Publicidade

O time de Renata Fan, um dos principais do futebol brasileiro e dono de uma história esportiva de sucesso, não desenvolveu um bom futebol nas 38 rodadas do Brasileirão e amargou a segunda divisão.

Com a queda do Inter, São Paulo, Cruzeiro, Santos e Flamengo, passam a ser os únicos clubes grandes da elite do futebol nacional, que nunca caíram para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Com cerca de 4 a 5 semanas de descanso, jogadores do São Paulo retornarão para os treinos em janeiro, a fim de seguir as técnicas orientadas pelo Rogério, vulgo ‘mito’, e estrear no Campeonato Paulista com maestria ou no mínimo, com a pegada determinada e focada que marcou a história do tricolor e o tornou um dos maiores clubes de futebol do mundo. #Resenha Esportiva #São Paulo FC