Na noite desta segunda, o Fluminense notificou a Rádio Jovem Pan de São Paulo e o jornalista Flávio Prado. No último dia 3 de dezembro, o comentarista, durante programa "Esporte em Discussão", da emissora paulista, ao criticar a atitude do Internacional entrar no Superior Tribunal de #Justiça Desportiva para tentar tirar pontos do Vitória-BA, devido a uma suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos, disse que o Colorado estaria se igualando à agremiação das Laranjeiras no quesito "picaretagem".

Em depoimento concedido ao portal "Explosão Tricolor", Bruno Curi, vice-presidente jurídico do clube carioca, informou que tanto a Jovem Pan quanto Flávio Prado deverão provar como o Fluminense burlou as leis.

Publicidade
Publicidade

Caso contrário, terão que se justificar nos tribunais.

"Se eles não explicarem quando fizemos picaretagem, seremos forçados a buscar isso em juízo. Existe uma fronteira muito nítida entre a liberdade de expressão e a ofensa à honra. É esta que buscamos coibir para preservar a imagem do Fluminense", declarou o advogado.

Havendo a necessidade de o Flu ser indenizado por conta de danos morais, esse valor seria automaticamente revertido para a Fundação Gol de Letra ou qualquer outra Organização Não-Governamental (ONG) ligada diretamente ao futebol brasileiro.

Há mais de vinte anos, o Fluminense vem sendo bastante criticado por parte de órgãos de imprensa. Segundo eles, o Tricolor escapou de três rebaixamentos por causa de influência dos bastidores. O primeiro caso foi em 1997. Naquela época, o time havia, no ano anterior, caído para a Série B, mas, após a divulgação de um esquema de corrupção envolvendo Corinthians, Atlético-PR e o então presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Ivens Mendes, acabou permanecendo na elite do futebol nacional.

Publicidade

No ano 2000, o Fluminense, que, na temporada anterior, havia conquistado a Série C, preparava-se para a Segunda Divisão até o Gama entrar na Justiça Comum, fato que levou à criação da Copa João Havelange, na qual o Tricolor disputou novamente junto com os grandes e acabou em terceiro lugar, gerando a sua inclusão na Série A em 2001.

Finalmente, em 2013, o Flu, mais uma vez, ficou entre os rebaixados, porém, favorecido por erros de Flamengo e Portuguesa (escalações de jogadores de maneira irregular), acabou, pela terceira vez, livre da Série B. #Imprensa Esportiva #PaixãoPorFutebol