Sem muito espaço no #Flamengo, Marcelo Cirino entrou na mira do Internacional. O clube colorado está analisando alguns nomes para reforçar o elenco na temporada 2017, e o atacante figura na lista de desejos.

Cirino enfrenta forte concorrência no ataque do Flamengo, que já conta com Guerrero, Emerson Sheik, Leandro Damião e Fernandinho. Além disso, o rubro-negro já está de olho em mais um nome para a posição. Com poucas oportunidades na equipe carioca, disputar a Série B pelo colorado pode parecer um bom negócio para Cirino.

Ao portal Globo Esporte, o empresário Pablo Miranda classificou a situação como "complicada". Segundo ele, Cirino quer jogar em 2017, seja no Flamengo ou em outro clube.

Publicidade
Publicidade

Por isso, não haveria problema em jogar a Série B do ano que vem.

Os direitos de Cirino estão divididos entre a Doyyen Sports e o Atlético-PR. O contrato do jogador com o Flamengo se encerra ao final de 2017. Outro time interessado no atacante é o Santos, que não apresentou proposta oficial.

Buscando reforços para a temporada 2017, o #Internacional também está de olho em Taison. O jogador é cria das categorias de base do colorado e está atualmente no #Futebol ucraniano. Após o rebaixamento para a Série B, o atleta manifestou o interesse em jogar pelo colorado.

O ano de 2016 foi péssimo para o Internacional. O colorado terminou o Campeonato Brasileiro com 43 pontos, ficando em 17º lugar. Será a primeira vez que o clube gaúcho disputará a Série B.

Cirino

Marcelo Cirino tem 24 anos e está no Flamengo desde 2015.

Publicidade

Antes, já havia passado por Atlético-PR e o Vitória. Chegou ao rubro-negro carioca com status de astro, tendo conquistado a artilharia do Campeonato Carioca daquele ano. Entretanto, as lesões e o fato de ter sido afastado pela presença em uma festa junto com outros jogadores, abalaram o relacionamento do atacante com a torcida. Mesmo assim, Cirino foi mantido no elenco para a temporada de 2016.

Neste ano, Cirino foi pouco aproveitado no elenco titular do Flamengo. Jogou 24 partidas do Campeonato Brasileiro, tendo marcado apenas duas vezes durante a campanha que levou o rubro-negro de volta à Taça Libertadores da América.