Avião da Chapecoense estaria com 500 kg além do permitido, dizem as autoridades colombianas que investigam o #Acidente.

Freddy Bonilla, que é secretário de Segurança Aeronáutica e Aerocivil da Colômbia, disse que o plano de voo que foi autorizado pela AASANA (Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares à Navegação Aérea da Bolívia) não levou em conta que a quantidade de combustível contido na aeronave era suficiente apenas para chegar ao destino e por isso era um voo irregular.

O secretário disse também que uma gravação da cabine do avião da Chapecoense mostra que o piloto Miguel Quiroga e a copiloto Sysi Arias cogitaram fazer uma parada em Letícia na Colômbia ou em Bogotá para reabastecer a aeronave, mas acabaram decidindo o contrário.

Publicidade
Publicidade

O piloto Miguel Quiroga e a copiloto Sysi Arias também morreram no acidente.

O secretário Bonilla deixou claro que para a aviação há uma diferença entre o piloto solicitar prioridade de pouso e declarar emergência. Na ocasião, o piloto solicitou prioridade de pouso e só resolveu declarar emergência quando foi perguntado pela controladora quanto tempo a aeronave ainda podia voar. Segundo o secretário, a aeronave deveria ter mais 1h45 de combustível além do plano de voo.

Por conta da falta de combustível, os motores começaram a desligar. Há quatro minutos da queda, o avião ainda possuía dois motores, porém 25 segundos depois o avião já voava sem os quatro motores. A Aviação Cívil colombiana informou que o piloto não disse para a controladora que já havia perdido todos os motores.

As gravações mostram que a controladora perguntou se haveria necessidade de algum serviço especial em terra, mas o piloto Miguel Quiroga disse que se houvesse necessidade avisaria.

Publicidade

Por volta de 0h57 minutos do horário de Brasília, faltando apenas dois minutos para a queda, o piloto informou que estava em falha total e sem combustível, nesse momento o avião estava a 9 mil pés de altura, mil a menos do que deveria estar. Faltando 1 minuto para o impacto, o piloto perdeu o contato com a torre de controle, e as autoridades não souberam explicar porque isso aconteceu. #Chapecoense #FutebolBrasileiro