Não é de hoje que sabemos que o machismo está enraizado nos costumes e na cultura brasileira. Na maioria dos casos, ele aparece de forma sutil e inconsciente, em outros aparece de forma escancarada e sem dar importância aos julgamentos de uma maioria não machista. Foi pensando desse jeito, que o jornal Manaus Hoje publicou matéria sobre a vitória do Brasil sobre a Rússia no #Futebol feminino.

Na edição de ontem (12), o jornal postou uma matéria sobre o jogo que ocorreu entre as seleções brasileira e russa, na Arena da Amazônia, onde a seleção brasileira saiu campeã por 4 a 0. Porém, a manchete “Meninas dão de quatro” não agradou muito aos leitores do jornal.

Publicidade
Publicidade

No mesmo dia da sua publicação, o jornal recebeu duras críticas quanto ao título. Internautas invadiram suas páginas no Facebook e acusaram os editores de misoginia e machismo.

"Jornal lixo, matéria vergonhosa e completamente desrespeitosa! Ausência total de profissionalismo e civilidade, equipe sem o mínimo de respeito e bom senso com as mulheres. Merece o título de jornaleco”, escreveu uma internauta.

Outra leitora escreveu, “Que escrotidão, hein, Manaus hoje? Meninas dão de quatro?”

O diretor-executivo, Elton Rodrigues, foi procurado pelo site Uol Esporte e lamentou o ocorrido. Segundo ele, o jornal faria na edição de hoje (13) uma retratação sobre a manchete divulgada. O diretor confessou que houve excesso e disse que essa é uma oportunidade de autoavaliação.

Jornalistas esportivos lamentaram a matéria.

Publicidade

“Essa não foi a primeira matéria machista deles, a maioria de suas piadas faz referência sexual ao corpo das mulheres. Acho isso uma tremenda falta de respeito. Especialmente agora, em que o Brasil tem a primeira mulher técnica de uma seleção de futebol, Emily Lima”, disse Renata Mendonça, jornalista da BBC Brasil.

As brasileiras venceram a seleção russa por 4 a 0. Essa foi a segunda vitória do Brasil no Torneio Internacional de Manaus. A primeira foi contra a Costa Rica por 6 a 0. Essas vitórias já garantiram ao Brasil uma vaga na final, que acorrerá contra a Itália quarta-feira na Arena da Amazônia.