Já é conhecido de todos que desde o ano passado o #Flamengo e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro estão em rota de colisão. E nesta sexta-feira (23), a briga entre as entidades ganhou mais um capítulo. A FERJ ameaça o time da Gávea com uma multa de 5 milhões de Reais caso o Rubro-Negro dispute a #Primeira Liga. As informações são do site da ESPN.

Na realidade este é um artifício que a Federação criou para pressionar o Rubro-Negro por conta de outra questão. O Flamengo ainda não assinou o contrato de direitos de televisão referente ao Campeonato Carioca de 2017 por considerar baixa.

O regulamento geral de competições da FERJ diz que para um clube filiado disputar uma competição paralela ao campeonato carioca, precisaria de uma autorização da entidade, sob pena de perder sua cota de televisão.

Publicidade
Publicidade

Como o time ainda não tem contrato com a emissora de TV, a Federação criou uma nova punição, prevendo que o clube que dispute outra competição sem a tal autorização e também que não tinha direito a cotas de televisão, será condenado a pagar uma multa, para o Flamengo, considerado um dos grandes do Estado, seria de 5 milhões. Para os pequenos a multa é de 1 milhão e meio.

A Federação se defendeu, afirmando que não existe nenhum tipo de punição ao clube. Ela se justifica dizendo que são apenas práticas constantes de todas as atividades de administração do desporto e finaliza dizendo que qualquer interpretação divergente deve ser considerada como grade equívoco.

O Flamengo tem estreia marcada na primeira Liga no dia 8 de fevereiro, contra o Grêmio. O time tem o mando de jogo, mas o local ainda não foi definido.

Publicidade

Uma semana depois visita o Cerará e no dia 1º de março fecha a primeira fase contra o América Mineiro, novamente na condição de mandante.

Já pela Conmebol #Libertadores, o Flamengo tem estreia marcada para o dia 8 de março, em casa, contra o San Lorenzo. O time faz parte do grupo 3, que ainda conta com Universidad Católica do Chile e uma equipe que virá da fase eliminatória, podendo ser Atlético PR, Millionarios da Colômbia, Deportivo Capiatá. Universitário ou Deportivo Táchira.