O #Corinthians continua analisando o mercado da bola com a intenção de acertar novas contratações para reforçar a equipe e atender aos pedidos do técnico Oswaldo de Oliveira. No entanto, a forte crise e as polêmicas que estão envolvendo o Timão podem culminar em mais um ano pífio. Mesmo assim, os cartolas corintianos continuam firmes e tentando contratar jogadores que tenham um bom preço, já que a situação financeira do clube não está muito boa.

Os contratados do Corinthians para a próxima temporada não estão transmitindo confiança para a torcida alvinegra. Até o momento, a equipe paulista só acertou com os atacantes Jô e Luidy.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, reforços de peso ainda podem chegar, pelo menos é o que prometeu o novo diretor do Timão. Mas para isto acontecer, o alvinegro terá que conseguir se classificar para a Copa Libertadores da América de 2017.

O Corinthians só pensa em contratar novos atletas, e assim formar uma forte equipe no próximo ano. Contudo, a diretoria corintiana não descarta a possibilidade de acontecer um novo desmanche. O lateral Guilherme Arana deve trocar o Timão pelo #Futebol europeu. Este negócio só está dependendo do aval do presidente Roberto de Andrade. O meia Rodriguinho é outro que pode deixar o clube.

Mercado da bola continua em alta

O Corinthians pode acertar mais uma contratação para a próxima temporada. De acordo com Daniel Peredo, jornalista da "rádio Capital", Corinthians, #Flamengo e Cruzeiro estão disputando a contratação do atacante Jefferson Farfán, que atualmente está sem clube.

Publicidade

Mesmo com 32 anos, o atacante peruano chegou a ser cogitado para reforçar o Sevilla, da Espanha, mas ele ressaltou que não deseja retornar ao futebol da Europa, onde teve passagens pelo PSV, da Holanda, e pelo Schalke 04, da Alemanha.

Segundo informações, o Flamengo está na frente dos demais clubes em relação a contratação de Farfán, que por sua vez deve chegar ao Brasil para negociar com o clube carioca.

O ex-camisa 10 da Seleção peruana optou por deixar o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, e ficar livre no mercado para acertar com outras equipes.