O volante #Felipe Melo, de 33 anos, que está na Inter de Milão, estaria muito próximo de fechar contrato com o Palmeiras para a temporada de 2017. As informações foram divulgadas pelo UOL e pela ESPN.

Felipe Melo é empresariado pelo espanhol José Rodri, que confirmou que representantes do #Palmeiras devem viajar a Milão no próximo dia 3 de janeiro para finalizar o acerto.

Flamengo e São Paulo também sonhavam em ter o volante, que já atuou pela seleção brasileira, em seus elencos em 2017. No Verdão, Felipe Melo brigará por posição com Tchê Tchê e Moisés, destaques do time campeão brasileiro.

Arouca, outro volante do plantel alviverde, deve deixar a equipe.

Publicidade
Publicidade

Gabriel, que chegou a fazer boas partidas pela equipe, deve permanecer.

O vínculo de Felipe Melo com a Inter de Milão termina no meio do ano que vem e isso facilitaria a volta dele ao futebol brasileiro sem custos para o Palmeiras. Para a equipe italiana, onde ele é subaproveitado, a vantagem seria não ter mais os gastos com os salários do jogador.

A pedida salarial do volante e o tempo de contrato não foram divulgados, mas estaria dentro da realidade dos clubes brasileiros. Nas primeiras negociações com outros clubes, o staff do jogador teria pedido salários em torno de R$ 800 mil a R$ 1 milhão.

Trajetória

Felipe Melo tem 33 anos e foi revelado pelo Flamengo, em 2001. No clube carioca, ele jogou até 2003, quando foi negociado com o Cruzeiro. No ano seguinte, o volante foi para o Grêmio.

Publicidade

A equipe gaúcha foi o último time brasileiro onde atuou. Depois da passagem pelo Tricolor, foi para o futebol espanhol, onde atuou pelo Mallorca, Racing Santander e Amería.

Na Itália, defender a Fiorentia e a Juventus. Em 2011, foi empresta ao Galatasaray, da Turquia. Na equipe turca, jogou entre 2011 e 2014 e virou ídolo da fanática torcida do Galatasaray. O volante chegou à Inter em 2015.

Na seleção brasileira, Felipe Melo foi um dos homens de confiança de Dunga. Na Copa do Mundo de 2010, porém, ficou marcado negativamente pela expulsão na partida das quartas de final, contra a Holanda, quando o Brasil perdeu por 2 a 1 e deu adeus ao Mundial. #Mercado da Bola 2017