Nos últimos dias, veio a notícia de que o São Paulo, atendendo a um pedido de seu treinador, Rogério Ceni, estaria disposto a investir na contratação do meia Cícero, do Fluminense. No entanto, o desejo da equipe do Morumbi, ao que parece, não será correspondido. Em entrevista concedida à repórter Camila Carelli, da Rádio Globo, nesta quinta, o gerente-executivo de futebol do Tricolor das Laranjeiras, Alexandre Torres, mesmo continuando aberto a propostas, disse que o jogador faz partes dos planos do time carioca para a próxima temporada.

"O #Fluminense vai avaliar todas as propostas. O Cícero é um jogador importante no futebol brasileiro, cobiçado não só pelo São Paulo, mas por vários outros clubes.

Publicidade
Publicidade

Não podemos descartar um jogador do nível do Cícero. Ele joga em várias posições, tem identificação com o Fluminense", explicou o dirigente.

Para trazer Cícero, que, nessa sua terceira passagem pelo Fluminense, apesar de jogar no meio-campo, foi o artilheiro do time no último Campeonato Brasileiro com dez gols, o São Paulo cogitou a possibilidade de realizar um troca-troca. Nesse caso, o volante Wellington Martins, que retorna de empréstimo do Internacional, iria para o Rio de Janeiro.

Com 26 anos, Cícero nasceu em Castelo, interior do Espírito Santo e iniciou a sua carreira no futebol em 2000, defendendo o Tombense, de Minas Gerais. No ano seguinte, rumou para o Bahia, permanecendo por lá até 2006, quando foi tentar a sorte no Figueirense e acabou conseguindo êxito. No seu currículo, também tem passagens pelo próprio São Paulo, Santos e três experiências internacionais, duas na Alemanha (Hertha Berlim e Wolfsburg) e uma no Qatar, vestindo a camisa do Al-Gharafa.

Publicidade

Somando todos os períodos em que defendeu o Fluminense (2007-2008, 2014-2015 e desde o início da temporada de 2016), esteve em campo por 109 vezes, balançando as redes adversárias em 23 ocasiões. nas Laranjeiras, conquistou o título da Copa do Brasil em 2007 e, no ano seguinte, obteve o vice da Taça Libertadores da América. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola