A #Chapecoense vai se reerguendo aos poucos. Alguns clubes do futebol brasileiro estão auxiliando o time de Santa Catarina a formar um novo elenco. Desta vez, o Corinthians fez a boa ação e ofereceu o goleiro Douglas Friedrich por empréstimo até 2017.

Acontece que o goleiro alvinegro está no elenco e não faz parte do projeto para o ano que vem. Além disso, ele nunca entrou em campo pelo clube de Parque São Jorge. A Chape, por sua vez, perdeu Danilo, que era considerado um talismã dentro daquela equipe que conseguiu a vaga heroica para a final da Sul-Americana antes do acidente. Jackson Follmann, arqueiro reserva, acabou perdendo uma das pernas após a queda de avião.

Publicidade
Publicidade

Embora ainda não esteja acertado, a negociação deverá acontecer nas próximas semanas. De acordo com informações do Portal UOL, a cúpula alvinegra contatou os dirigentes da Chapecoense para sugerir o goleiro como reforço. Vale ressaltar ainda que o atual diretor executivo da equipe de Santa Catarina, Rui Costa dos Santos, gerenciava o Grêmio quando Douglas era atleta do Imortal nesta temporada. O goleiro, que foi contratado pelo #Corinthians no início do ano, ficou cerca de seis meses no Rio Grande do Sul.

Possíveis empréstimos:

Depois da tragédia ocorrida, o Corinthians se colocou à disposição para ajudar a Chapecoense por meio de um comunicado oficial. A diretoria alvinegra, na ocasião, não citou quais jogadores iria oferecer por empréstimo, até porque não tinha a certeza sobre quem ficaria no elenco com a janela de transferências em andamento.

Publicidade

No entanto, alguns nomes são cogitados dentro do Parque São Jorge.

Além do goleiro Douglas, jogadores que pertencem ao Corinthians mas estavam atuando em outros clubes, podem ser novidades para a Chape.

Abaixo, segue a lista de jogadores que voltam ao Corinthians em 2017:

Claudinho, Rodrigo Sam, Moisés, Stiven Mendonza, Gustavo Vieira, Alan Mineiro, Rafael Castro, Gabriel Vasconcelos, Léo Arthur, Maycon, Marciel e Gustavo Tocantins.

Acidente

A delegação da Chapecoense sofreu uma queda de avião quando viajava para Medelín, na Colômbia, para disputar a final da Copa Sul-Americana de 2016, diante do Atlético Nacional. A tragédia deixou 71 mortos. O mundo inteiro se solidarizou e prestou homenagens às vítimas. Jornalistas, jogadores e membros da tripulação faleceram no acidente. #Reforços