Após a onda de solidariedade que veio de Medellín, uma das maiores cidades colombianas, devido à tragédia com o avião da #Chapecoense, o prefeito de Chapecó (SC), Luciano Buligon, encaminhou à câmara municipal um projeto de lei que visa tornar Medellín em uma cidade-irmã de Chapecó.

Segundo o portal Clic RBS, Buligon também quer construir uma praça com nome de Medellín e um monumento para mostrar a gratidão de Chapecó à cidade colombiana, cujas autoridades fizeram de tudo para agilizar a liberação dos corpos dos 71 mortos no acidente - dentre eles, jogadores e comissão técnica da Chapecoense, jornalistas esportivos e convidados que estavam no avião.

Publicidade
Publicidade

O prefeito de Chapecó havia sido convidado para estar no voo, mas, por choque de agenda, optou por participar de uma reunião na cidade de São Paulo. Logo após a tragédia, ele embarcou para Medellín, no intuito de agilizar a liberação dos corpos e acompanhar o estado de saúde dos sobreviventes.

Buligon disse, em entrevista, que no retorno ao Brasil, junto com um dos aviões que trouxe os corpos dos jogadores, sua emoção era tanta que queria apenas ir para casa, mas, na condição de prefeito de Chapecó e amigo das vítimas, não poderia deixar de comparecer ao velório coletivo, em respeito aos familiares das pessoas que estavam no avião.

O chefe do executivo da cidade catarinense afirmou também que unirá muitos esforços na reconstrução da Arena Condá, que é o estádio da Chapecoense. O monumento já é patrimônio público e o prefeito planeja aumentar a capacidade de 19 mil lugares para 40 mil.

Publicidade

Nesse processo de reestruturação, a Chapecoense contará com o apoio de grandes times nacionais e Internacionais, que emprestarão jogadores, sem que o clube catarinense tenha que arcar com custos.

O prefeito acredita que a séria administração da Chapecoense, que levou o time à Série A do campeonato Brasileiro e à disputa da final da Sul-Americana, será capaz de capitalizar esforços, juntamente com o apoio de todos para reerguer a Chape para disputar a temporada 2017. #Chape #ArenaCondá