Sem o aporte financeiro dos tempos da Unimed, o Fluminense vem mudando a sua política de formação de elenco. Os antigos medalhões, figuras marcantes do tempo em que a empresa médica era a parceira do Tricolor, passaram a ser escassos e o lugar foi ocupado pelos "Garotos de Xerém". Na próxima temporada, essa característica ficará ainda mais forte, uma vez que, do total de 28 jogadores desejados pelo técnico Abel Braga, 16 serão atletas formados nas categorias de base da equipe das Laranjeiras.

Do elenco que, em 2015, conquistou o título do então Campeonato Brasileiro Sub-20, virão o goleiro Matheus, o zagueiro Nogueira, o lateral-esquerdo Léo Pelé, os volantes Luiz Fernando e Douglas, o apoiador Danielzinho e os atacantes Marquinhos Calazans e Pedro.

Publicidade
Publicidade

Além deles, o Flu ainda contará com o arqueiro Marcos Felipe, o defensor Reginaldo, o lateral-esquerdo Ayrton, os volantes Marlon Freitas e Matheus Norton, os atacantes Marcos Junior e Wellington, sem contar a principal estrela desse grupo: o meia e camisa 10 do time, Gustavo Scarpa.

Em entrevista concedida ao Globoesporte nesta quarta, o gerente da base e responsável pela transição para o profissional, Marcelo Teixeira, acredita que todos eles estejam preparados para dar frutos ao #Fluminense.

"Fico muito feliz, isso mostra que o Fluminense tem um trabalho único de desenvolvimento de jogadores. Xerém é a mais completa academia de formação do Brasil. Nosso objetivo é ver cada vez mais jogadores de Xerém no primeiro time, treinando no CT da Barra. Estamos no caminho certo, mas é apenas o início.

Publicidade

É Xerém preparando um melhor Fluminense para o futuro", comentou o dirigente, lembrando, ainda, do STK Fluminense Samorin, projeto de intercâmbio de atletas implantado pelo Tricolor na Eslováquia.

Para dar mais suporte à garotada, o Fluminense está no mercado em busca de reforços. A intenção da diretoria é de, antes da reapresentação marcada para o próximo dia 04 de janeiro, realizar de quatro a seis contratações, além dos já garantidos Jefferson Orejuela e Junior Sornoza, equatorianos e destaques do Independente Del Valle, equipe daquele país, atual vice da Taça Libertadores da América. Duas dessas possíveis novidades também viriam do futebol sul-americano: o atacante peruano Jefferson Farfán, sem clube desde 2015 e o centroavante argentino Hernan Barcos, que tem os seus direitos federativos presos ao Sporting, de Portugal, mas vem de uma passagem pelo futebol de seu país, atuando, por empréstimo, no Velez Sarsfield. Os laterais-direitos Lucas, do Palmeiras e Alemão, do Bragantino, mais o volante Mateus Sales, também do Palmeiras, são outros que podem desembarcar nas Laranjeiras.

Publicidade

A preparação do Fluminense será realizada no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca. A sua estreia em 2017 está programada para o dia 25 de janeiro, encarando, a partir das 21h45 (de Brasília), em local a ser definido, o Criciúma. Esse confronto é válido pela rodada de abertura da Copa da Primeira Liga, torneio do qual o Tricolor é o atual campeão #Mercado da bola #PaixãoPorFutebol