Anderson Donizeti Lucas foi uma das 71 vítimas da queda do avião da Lamia que levava a equipe, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense para a Colômbia, onde o time de Santa Catarina jogaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional de Medellín.

Conhecido como Cocada, Anderson Lucas era roupeiro da Chapecoense e havia criado um canal no Youtube, no último dia 6 de novembro, onde mostrava os bastidores da equipe. O número de inscritos não para de crescer.

Anderson tem família no interior do estado de São Paulo. Ele trabalhou no São Carlos Futebol Clube, da cidade homônima, e no Votoraty, de Votorantim, também no interior de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Canal no Youtube

O canal “Cocada Roupeiro” foi criado no dia 6 de novembro e nele haviam seis vídeos desde esta data. Nos vídeos postados, há os bastidores das partidas contra River Plate, Libertad (Paraguai), Independiente (Argentina), Junior Barranquilla (Colômbia) e Botafogo.

Os vídeos são curtos. Na gravação da partida contra o San Lorenzo, na partida de ida das semifinais da Copa Sul-Americana, Cocada passeia pelo vestiário do Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, capital da Argentina, em pouco mais de um minuto.

Logo na entrada há uma folha de sulfite com os dizeres “aqui é um vestiário de vencedores”. Na sequência, é possível ver o espaço para cada jogador com foto dos atletas e os materiais de jogo.

Além disso, no centro do vestiário há uma grande mesa com frutas para os atletas se alimentarem antes da partida, copos descartáveis, entre outros itens.

Publicidade

Inscritos

Desde a tarde desta quarta-feira, o número de inscritos no canal de Cocada não parou de crescer. Por volta da meia-noite, o comentarista da ESPN Brasil Leonardo Bertozzi fez um pedido aos seguidores de sua página no Facebook. "O #Roupeiro Cocada, da Chape, montou um canal no Youtube em que mostrava os bastidores de seu trabalho. Significaria muito para a família que vocês se inscrevessem. Desde já, muito obrigado”, postou o jornalista.

Este pedido colaborou para que o número de inscritos crescesse e, já na madrugada, ultrapassasse a marca de 24 mil. #Chapecoense #ForçaChape