O trágico acidente que vitimou a delegação da Chapecoense gerou tamanha comoção, que os próprios adversários esportivos do time da Arena Condá, não querem jogar a última rodada do Campeonato Brasileiro.

O Atlético Mineiro enviou um comunicado para a CBF, onde disse que não jogará a última partida, contra a Chapecoense. O time está ciente que pode ser punido com a perda de três pontos na tabela, mas está tranquilo, pois já garantiram sua vaga na disputa pela Copa Libertadores da América de 2017.

Outros clubes também mostraram solidariedade. Os jogadores do Internacional, sugeriram que todos os jogos da última rodada fossem cancelados, pois não há clima para jogar.

Publicidade
Publicidade

Apesar da diretoria do clube gaúcho ter se preocupado mais com o fato do time ter só um jogo para evitar o rebaixamento, o elenco não compartilha o mesmo pensamento.

O Figueirense, que já está rebaixado para a segunda divisão, também cogita a hipótese de não jogar contra o Sport de Recife. Somente seis times ainda brigam por posições na tabela: Sport, Internacional e Vitória lutam contra o rebaixamento, e Corinthians, Atlético Paranaense e Botafogo, querem a última vaga para disputar a Libertadores da América. Os demais clubes já estão definidos na tabela, seja rebaixados, sem disputar campeonatos adicionais, ou com vagas garantidas na Sul-Americana, como o São Paulo, ou a Libertadores, como é o caso do Grêmio.

Houve clubes que sugeriram que as partidas fossem canceladas e que nenhum time fosse rebaixado, fazendo um #Brasileirão, em 2017, com 24 times de futebol, já que quatro equipes já subiram da série B, para a elite do futebol brasileiro.

Publicidade

O problema, entretanto, não é a decisão de não jogar, mas o duro regulamento da CBF para a competição. Se os clubes não comparecerem ao jogo, a partida é encerrada 30 minutos após o horário do início, por WO. Como punição, os times podem pagar uma multa de valor bem alto ou serem expulsos do campeonato.

Manoel Flores, diretor de competições da CBF, disse que a questão protocolar do Brasileirão vai continuar, ou seja, mesmo sem time para jogar, o jogo continuará marcado, um estádio será designado para a partida e a equipe de arbitragem estará no local, conforme combinado.

Esse assunto, ainda pretende movimentar o cenário esportivo nacional e repercutir internacionalmente. A CBF deve se pronunciar, definitivamente, no decorrer dessa semana, uma vez que a partida final da competição está agendada para o próximo domingo, 11.

Que decisão você acha que a CBF deveria tomar nesse fim de campeonato? Deixe um comentário com a sua opinião. #Chapecoense #Resenha Esportiva