O #Vasco da Gama intensifica aposta em Thiago Neves e os contatos com os representantes do jogador para contar com o meia na próxima temporada. Thiago Neves, que atualmente joga pelo Al Jazira, está a dois meses sem atuar pelo clube e não faz parte dos planos da diretoria para a próxima temporada.

O meia já demonstrou interesse em atuar novamente no #Futebol Brasileiro e vê com bons olhos uma possível volta ao futebol carioca, onde Vasco e Fluminense disputam a sua contratação. Em entrevista a redação do Globo Esporte, o meia fez a seguinte afirmação: “Eu vejo com bons olhos uma volta ao Brasil, afinal de contas é meu país de origem, onde estão boa parte da minha família e dos meus amigos.

Publicidade
Publicidade

Além disso, eu ainda tenho ambições por conquistas em casa, como a Libertadores e mais um Brasileirão. Porém, eu só poderia retornar se chegasse uma proposta satisfatória para eu viabilizar um acordo de saída com o Al Jazira", disse Thiago Neves.

Por parte do time Cruzmaltino, o meia é visto como principal aposta de uma contratação pontual, já que viria para formar a dupla do meio de campo titular ao lado de Nenê.

Reforço fora das quatros linhas

Nesta terça-feira, o Vasco acertou a contratação de Anderson Barros, ex-gerente do Vitoria, para o departamento de futebol. Anderson vem com uma proposta para profissionalizar o setor de gerência esportiva do clube, já que desde que o presidente Eurico Miranda assumiu o clube, o setor é comandado pelo seu filho, o Euriquinho, que nesta terça assumiu a vice presidência de futebol, substituindo José Luis Moreira.

Publicidade

Em primeiro momento, Barros vai assumir a função de gerência de futebol e posteriormente assumirá o cargo de diretor de futebol, mas será subordinado de Isaias Tinoco, que ocupa o cargo de diretor de futebol atualmente.

Esse é um cargo de grande importância em qualquer clube esportivo, e que no Vasco da Gama tem sido controlado a pulso firme pela família Miranda. O atual presidente é contra a função remunerada no setor profissional de futebol, o que vem gerando criticas por parte da mídia e dos torcedores do clube, que apontam como principal motivo dos seguidos rebaixamentos do clube a falta de profissionalismo na gestão do time.