Quase todo mundo já deve ter jogado bola com os amigos de infância, com os colegas de faculdade ou com o pessoal da empresa. Deixando de lado as particularidades de cada pelada, todo mundo já deve ter vivido algumas das 10 situações que listamos abaixo.

1 – Escolha do time

Existem vários métodos para definir os times. O mais paneleiro deles é aquele em que se escolhem duas ou três pessoas para formar os times. O primeiro a escolher sempre escolhe o craque da peleja e na rodada seguinte pega logo o goleiro, se tiver. Pronto.

Outro método usado é aquele com tampinhas de refrigerante com as cores dos times. Aí é sorte, amigo.

Publicidade
Publicidade

Você pode cair no time dos craques ou no time dos pernas de pau.

O ideal é quando tem, pelo menos, dois goleiros de verdade. Quando não tem arqueiro, o famoso “2 ou 1” resolve quem irá para a meta. E vale a famosa regra: tomou gol, troca o goleiro.

O pior é mesmo é quando tem apenas um goleiro. Fica desequilibrado!

2 – Tempo de jogo

Regra universal: 10 minutos ou dois gols. Em alguns lugares, a primeira partida acaba a três.

Sempre tem polêmica quando alguém do lado de fora da quadra grita “bola sair acabou”, porque quem tem está jogando – e perdendo – reclama que os 10 minutos passaram rápido demais.

3 – Uniforme

Nos primórdios, era time com camisa e time sem camisa. Hoje, existem os coletes: azul, amarelo, branco, vermelho, preto, laranja...

Sempre vai ter aquele cara jogando no time branco com a camisa da Holanda por baixo.

Publicidade

Você, que é do time laranja, tocará a bola pra ele por engano.

4 - Próximo

Quando tem mais de um time de próximo, empate tira os dois times que estão jogando.

Sempre vira bagunça quando tem um time + um jogador de próximo. Vai ter aquele espertinho que em meio à confusão tentará montar uma “panela” imbatível.

5 - Gols

A bola entrou. Não entrou. Parou na linha. Vai ter momento que o goleiro vai fazer a defesa e ficará parado, agarrado à bola, esperando todo mundo chegar para ver que a “gorduchinha” não ultrapassou a linha.

Vai ter golaço. Vai ter gol perdido que até a sua avó faria. Vai ter gol no último minuto seguido de um “acabou”.

Sempre tem aquele time “iluminado” que entra em campo ou quadra e sai um minuto depois por ter tomado dois gols.

6 – Falta

Toda pelada que se preze tem aquele cara que bate até na mãe e aquele que pede falta só de alguém olhar para ele. Você é o juiz. Pediu falta, é falta.

7 – Lateral e escanteio

Um tempo precioso será perdido em discussões do tipo: “a bola bateu em você antes de sair”; “não, ela bateu em você, eu juro que não encostei na bola”.

Publicidade

8 – Time invencível

De tempos em tempos, aparece um time que embala uma sequência de vitórias. Quando isso acontece, você pode ter a sorte de estar nesse time ou azar de jogar nos adversários. E quando está frio e você está em um dos times que só perde, dá vontade de parar.

Ah, quando o time “invencível” perder uma, os jogadores dessa equipe sempre param de jogar.

9 – Fominha

Em toda pelada que se preze tem um fominha. O cara que pega a bola na defesa e quer levar ao ataque. É fato que em algum momento ele perderá a bola em frente à área e o time tomará o gol. É fato também que ele será bastante xingado.

10 – Os últimos minutos

Os últimos minutos são relaxados. Goleiro quer sair driblando. Zagueiro vai para o ataque. Ninguém corre, ninguém marca... Quem leva o futebol muito a sério para antes desses momentos finais para não passar nervoso. #10 fatos sobre futebol #Futebol amador #Futebol de várzea