Com dificuldades de realizar contratações nesta janela de transferências, a diretoria segue trabalhando para dar mais qualidade ao time em 2017. O desejo da cúpula alvinegra neste instante é trazer pelo menos um zagueiro, um volante e um meia de qualidade para atuar no setor de criação.

Nos últimos dias, um jovem jogador foi oferecido ao clube do Parque São Jorge. Trata-se do atacante Junior Arias, de apenas 23 anos de idade. Atualmente, o garoto pertence ao Peñarol, do Uruguai. O atleta começou a ganhar destaque quando fez 19 gols e tornou-se artilheiro na temporada de 2015/2016 no futebol de seu país, atuando pelo modesto e desconhecido Liverpool Montevideo.

Publicidade
Publicidade

Na atual temporada, o desempenho de Arias não foi dos melhores, nem mesmo de sua equipe. Em 13 partidas que disputou, anotou apenas cinco gols. Apesar da pouca idade, o jogador já teve passagens pela seleção uruguaia sub-22, quando conquistou o título dos Jogos Pan-Americanos de 2015.

Sem muito sucesso neste ano, Junior Arias foi oferecido ao #Corinthians por empresários brasileiros. O pai do atleta autorizou que se iniciasse uma negociação com o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes. No entanto, as coisas não são tão simples assim. Isso porque, tradicionalmente, o Timão avalia esses casos no Centro de Inteligência do Futebol, conhecido como Cifut. Através de vídeos, imagens de jogos e outros tipos de ferramentas, o clube analisa as principais características do jogador que está sendo oferecido.

Publicidade

Gabriel no Corinthians ?

Até o momento, ninguém de dentro do Corinthians confirmou qualquer negociação com o jogador uruguaio. O Timão segue em busca de #Reforços para temporada. Vale ressaltar que até o momento, apenas Jô e Luidy foram contratados. Neste instante, o Timão tenta negociar com o volante Gabriel, que estava no Palmeiras.

Ainda existe a possibilidade do volante renovar com o Palmeiras e Alexandre Mattos deve resolver a situação nos próximos dias. Depois de perder Rithely, Gabriel surgiu como opção no Corinthians. Acontece que o grupo que cuida da carreira do jogador prefere vender seus direitos econômicos. Vivendo um momento financeiro delicado, o Corinthians terá dificuldades para investir forte no mercado.