“O tempo e o imprevisto” de fato sobrevêm a todos e, geralmente, na forma de tragédias ou acidentes, quando menos se espera, e no último dia do ano passado, a saber, 31 de dezembro de 2016, essa regra se fez valer e por pouco não atinge mortalmente Thaísa, jogadora bicampeã pela renomada seleção de #Vôlei feminino do Brasil, sendo reconhecida internacionalmente pela sua refinada forma de jogar.

Como que por um milagre, Thaísa e o marido não fizeram parte das 39 vítimas fatais decorrentes do atentado terrorista no último sábado, atingindo a badalada boate Reina, em Istambul, na Turquia.

A jogadora de vôlei brasileira está defendendo atualmente a equipe turca do Eczacibasi Vitra, e tinha recebido um convite, juntamente com o seu esposo, para comemorar a passagem do ano de 2016 para 2017 em uma festança na mencionada casa noturna; entretanto, ainda não se sabe com certeza por qual motivo, a brasileira acabou recusando a oferta.

Publicidade
Publicidade

Foi o também jornalista brasileiro, Guilherme Pallesi, esposo da jogadora de vôlei, que veiculou a informação acima na sua página oficial no Twitter e o rapaz ainda frisou que eles só não foram ao clube noturno por que sua esposa declinou terminantemente de querer fazer a passagem de ano no local proposto.

Pallessi escreveu literalmente o seguinte no seu perfil do Twitter: “Rapaziada, eu e a Thaísa estamos bem, iríamos ao Reina ontem, Thaísa não quis ir e fiquei bravo com ela. Graças a Deus não fomos”.

A Turquia, pelo seu posicionamento político naquela parte do mundo, e por suas ações militares contundentes de provocação aos países vizinhos e ao povo curdo, geralmente tem sido alvo de diversos tipos de atentado contra os seus militares e população em geral, que parece ter sido o caso do que aconteceu na boate Reina em 31 de dezembro, resultando em 69 indivíduos feridos e mais 39 pessoas que vieram a óbito.

Publicidade

A Reina foi inaugurada em 2002 e sempre esteve pronta para recepcionar os jovens endinheirados da classe rica turca, turistas e viajantes oriundos de vários países. Até o presente momento, nenhum grupo ou facção terrorista assumiu publicamente a responsabilidade pelo fatídico atentado.

Veja abaixo 6 jogadas sensacionais de Thaísa na seleção brasileira de vôlei:

#Terrorismo #Europa