Em meio a um dia cheio de especulações, o #Corinthians confirmou para a manhã deste sábado (14) uma entrevista coletiva em seu centro de treinamento. Falarão para a imprensa o diretor de futebol Flávio Adauto e o gerente de futebol Alessandro Nunes. Apesar de ainda não se saber qual será o conteúdo da entrevista, é esperada uma posição oficial do clube em relação à #contratação do atacante marfinense Didier #Drogba, de 38 anos. O assunto causou uma queda de braço entre a diretoria de futebol e o departamento de marketing, que vem conduzindo as negociações com o jogador.

Nesta sexta-feira (13) o departamento de futebol, inicialmente contrário à contratação, se reuniu com o presidente Roberto Andrade para analisar os custos e os benefícios da vinda do jogador.

Publicidade
Publicidade

O presidente vem sofrendo pressão para acertar a vinda do atacante, principalmente por parte da torcida, que desde quarta-feira (11) vem enchendo as redes sociais com mensagens apoiando a contratação de Drogba. A confirmação de uma coletiva pode ser um indício de que o desfecho da negociação está bem próxima.

Antes contrário, diretor agora apoia a vinda de Drogba

Primeiro membro da diretoria corinthiana a recusar publicamente a vinda de Drogba, o diretor de Futebol Flávio Adauto parece ter mudado de ideia. Durante a coletiva de apresentação do volante Gabriel, ex-Palmeiras, o mandatário emitiu uma opinião bem diferente da que defendeu nos últimos dias.

“Contra, eu nunca vou ser. Eu sempre relevo pensamentos pessoais a favor do Corinthians. Eu não mudei de posição, não tinha conhecimento da ação de marketing.

Publicidade

O grande exemplo que nós temos é o do Ronaldo Fenômeno”, afirmou Adauto.

Ele ainda explicou o que existe até o momento em relação aos negócios com o jogador: “Falando de Drogba, o que existe é uma ação de marketing. E nós, da diretoria de futebol, vamos esperar para ver o que vai acontecer. No passado, tivemos algo parecido que parecia que não iria acontecer, mas aconteceu: a chegada do Ronaldo Fenômeno. Não tem ninguém do Corinthians indo para Londres. Vamos ver a viabilidade dessa situação de marketing vir para o futebol. Amanhã devemos ter posições mais concretas e condizentes para o momento”, finalizou.